sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O Senhor mostra Sua misericórdia ao Seu servo

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre Jonas 1.17

Texto: Jn 1.17
Leitura: Jn 1.11-17

Amada Congregação do Senhor e demais ouvintes,

O livro de Jonas foi escrito e lido no tempo do retorno do povo de Deus do cativeiro babilônico. O Livro de Jonas é um livro que não tem profecias, mas a história de um profeta. E nesta história Deus revela Sua vontade misericordiosa para todos povos da terra.
E as atitudes de Deus para com Jonas era um um chamado para a igreja que tinha sido tirada de dentro das aflições do Cativeiro e ressuscitada do cativeiro para cumprir a tarefa missionária no mundo.
A missão de Jonas e da Igreja do Antigo Testamento era levar a mensagem da misericórdia salvadora aos gentios e assim cumprir o Evangelho preanunciado a Abrãao: “Em ti, serão abençoados todos os povos” (Gl 3.8).
Agora o livro de Jonas não tinha apenas uma mensagem para a igreja do Antigo Testamento, mas também para a igreja cristã de nossos dias que hoje, em Cristo, é Israel de Deus. E que deve cumprir seu papel profético e levar o Evangelho até os confins da terra o Evangelho de Deus. Por isso, meus amados irmãos e demais ouvintes, ouça a mensagem de Deus no seguinte tema:

O Senhor mostra Sua misericórdia ao Seu servo:

1. Misericórdia em providenciar salvação sobrenatural
2. Misericórdia que nos chama a crer nAquele que é maior do que Jonas


1. O SENHOR mostra Sua misericórdia ao Seu servo: Misericórdia em providenciar salvação sobrenatural


A misericórdia do SENHOR Deus é muito clara no Livro de Jonas. Ele é o Deus que levanta Jonas para mostra Sua misericórdia à Nínive. Ele é o Deus que mostra misericórdia aos marinheiros gentios os salvando da tempestade do Mar.
E Deus continua a mostrar misericórdia e desta vez ao Seu servo Jonas.
A quem? A Jonas um servo que não queria servir, soberbo, que quis fugir para evitar a Salvação de outros pecadores, pois seu zelo soberbo queria colocar Suas idéias acima do plano salvador revelado por Deus. Veja a misericórdia de Deus!
Você já parou para pensar que Deus poderia acabar com Jonas desde o primeiro momento? Deus poderia ter levantado outro profeta para levar sua Palavra aos ninivitas? Mas, o SENHOR não faz isto!
Pelo contrário, o SENHOR deixou Jonas provar um pouco do sufoco por causa dos pecados dele, mas logo providencia para o Seu servo a salvação. Uma salvação sobrenatural, pois o texto diz que “Deparou o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas;”.
Veja meu irmão, o Deus a quem você pertence. Ele é um Deus de amor e misericórdia. Deus é longânimo e muito bondoso, pois ao invés de mandar um peixe para devorar Jonas, Deus manda um peixe para engolir e assim salvar o aflito Jonas.
O Livro de Jonas é marcado pelo poder sobrenatural de Yahweh sobre Sua criação para mostrar a Sua misericórdia a pecadores perdidos. Yahweh é soberano para produzir, segundo a Sua vontade, uma tempestade assustadora como também um vento calmo. O SENHOR é soberano para comandar um grande ser marinho como um minúsculo verme. Esse é Yahweh, o Deus da Aliança de Amor, o Deus da Igreja que tem controle sobre tudo na criação e na salvação!
E a salvação é tão sobrenatural que quando lemos sobre Jonas e o peixão surgem muitas interrogações em nossas mentes: Que bicho era aquele? Um peixe ou um baleia? Será que isto é verdade?
Saiba que o Espírito Santo muitas vezes na Escritura nos mostra nossa limitação e alimenta a nossa Fé na soberania de Deus, mantendo submersas em mistério, em segredo, certas informações. O Espírito não quis deixar claro se era um tubarão ou uma baleia.
Mas, o Espírito Santo quer que você preste atenção naquilo que é claro. E o que é claro? A misericórdia de Deus e na salvação sobrenatual que Ele providencia para Seu servo.
Preste atenção que a salvação sobrenatural se mostra, porque um grande ser marinho é providenciado para salvar Jonas da morte. Esse grande ser marinho vamos chamar de “peixe”. Aquele peixe não estava por ali por acaso. Foi Yahweh que fez o grandalhão estar naquele lugar e naquela hora estar de boca aberta para receber Jonas.
Meus amados irmão, Deus não tarda e nem falha, especialmente, na manifestação da Sua misericórdia. Quando Jonas foi lançado dentro do mar nem pensava o que iria acontecer com Ele, … mas o Senhor já havia pensado! … O Senhor de modo sobrenatural comanda o grande peixe e assim Jonas é salvo da perdição.
Esse é o nosso Deus que, apesar dos nossos pecados e rebeldias, manifesta Sua misericórdia por meios que nos surpreendem e passam o limite da nossa imaginação humana.
A segunda coisa que mostra a salvação sobrenatural de Jonas não está no fato de Jonas ser engolido vivo pelo peixão. Não? Não, pois na história (que não é estória de pescador) há registro de experiências de pescadores no Mar Mediterrâneo que foram engolidos e, na mesma hora, vomitados vivos do ventre de peixes grandes.
Meu irmão, o sobrenatural está no fato de Jonas permanecer vivo no ventre do grande peixe “três dias”, ou como os judeus diziam, “três dias e três noites”!
Saiba que não é possivel para o homem viver três dias dentro do ventre de um peixe: Oxigênio faltaria, os sucos gástricos (que é ácido puro) derreteriam Jonas dentro da barriga do animal. Mas, o Senhor, o Espírito Santo, diz que Jonas ficou três dias no ventre do peixe e saiu vivo! Isto sim é sobrenatural.
Mas, o que é sobrenatural para o Deus a quem a Igreja pertence! A igreja, pelo Espírito Santo, crê que quando Deus quer revelar a Sua misericórdia salvadora Ele opera coisas incomuns, inacreditáveis, grandiosas demais para nossas mentes humanas aceitarem, coisas que somente pela Fé podemos receber!
Saiba, meu amado irmão e demais ouvintes, o Espírito Santo aqui coloca diante de nossos olhos a Sua Soberania na Salvação. Pois, o que é impossível é feito possível quando Deus quer fazer o homem provar Sua misericórdia salvadora. E vemos isto em toda a Escritura, especialmente, aqui nesta passagem de Jonas.
E aqui Deus chama você a crer, pois se você não crê no Deus que tem o poder de comandar um grande peixe e de preservar um homem dentro desse peixe por três dias, então, pense:
… Como você pode crer num Deus que do nada criou tudo? Se você não crê naquilo que aconteceu com Jonas, então, como pode crer num Deus que pela providência governa o universo nos mínimos detalhes? Se você não crê no que aconteceu com Jonas, então, como você pode crer na ressurreição de Jesus Cristo três dias depois de Sua morte?
Muitos cristãos dizem crer em Jesus, mas negam o que aconteceu com Jonas. Outros cristãos tentam dar certas interpretações mais saborosas para um mundo que idolatra uma falsa ciência que nega o SENHOR Deus e o sobrenatural.
É importante os jovens da Igreja tomarem o cuidado e orarem a Deus para serem protegidos da incredulidade do mundo e verem que o Seu Deus, que assina sua existência e soberania em todas as obras da Criação, tem o poder de comandar um peixão e de preservar o seu servo no ventre desse peixão.
Tenho uma palavra para os jovens da Igreja: Orem para que o Deus, a quem você pertence, mantenha viva a sua confiança na Escritura, pois negar o que aconteceu com Jonas é negar o que aconteceu com Jesus Cristo em sua ressurreição!
Agora você pode estar se perguntando: O que tem a ver a história de Jonas e o peixe com a ressurreição de Jesus Cristo? Tem tudo a ver! … E isto nos leva para o segundo ponto do Sermão.

2. O Senhor mostra Sua misericórdia ao Seu servo: Misericórdia que nos chama a crer nAquele que é maior do que Jonas

Abra a Escritura em Mateus 12.38-42. Está vendo agora que a História de Jonas e o peixão tem tudo a ver com a história de Jesus e Sua ressurreição?
Jesus Cristo usou a história de Jonas NÃO COMO UMA ESTÓRIA DE PESCADOR, mas como um fato histórico, um acontecimento real dentro da vida do povo de Deus do Antigo Testamento.
Saiba que Jesus Cristo é também Deus Verdadeiro, por isso, Ele conhecia bem a verdade da experiência de Jonas, pois como pessoa da Santíssima Trindade, Jesus Cristo estava agindo na Salvação Sobrenatural de Jonas.
E o contexto da passagem de Mateus mostra que Jesus falava ao Seu povo segundo a carne. E essa geração representada nos seus líderes (fariseus e escribas) era má e adúltera (idolátra), pois mostrava sua descrença em Jesus como o Messias.
Eles chamavam Jesus de mestre, mas queriam tratá-lO como um um mágico que deve fazer coisas extraordinárias diante de uma platéia e assim ser crido!
Mas, Jesus Cristo não é um mágico à disposição de homens rebeldes e idólatras! Jesus É DEUS! Por isso, Jesus não se coloca à disposição de pecadores que pedem SINAIS para poderem crer em Jesus como o Salvador (v. 39).
Jesus enfrenta os fariseus e escribas com a Escritura. Ele diz que se os incrédulos querem um sinal para crer que Ele é o Salvador do Mundo, então, que leiam a Escritura … que vejam o que aconteceu com Jonas.
Segundo Jesus a experiência de Jonas com o peixão apontavam para E e a Sua ressurreição (veja o v. 40). Assim Jesus Cristo mostra que o Livro de Jonas tinha o alvo principal de apontar para Aquele que era maior que Jonas: O Senhor Jesus e a ressurreição dAquele que é o Salvador do mundo!
Toda a Escritura fala de Jesus Cristo. Toda a Escritura aponta para o poder de Deus para manifestar por Seu Messias a Sua misericórdia a todos os povos.
O Senhor Jesus de fato seria morto e ficaria três dias na sepultura, como Jonas ficou três dias no ventre do grande peixe, mas Deus não deixaria Seu Servo provar a corrupção, pois era o plano de Deus retirar no terceiro dia o Seu Filho do ventre da terra!
Jesus Cristo com Sua ressurreição gloriosa e poderosa seria o grande sinal já preanunciado por Jonas. E os judeus deviam crer em Jesus Cristo antes que fosse tarde de mais! Por que antes que fosse tarde demais? Porque caso eles morressem em sua incredulidade iriam provar o Juízo de Deus e seriam condenados à perdição eterna (veja o v. 41).
A mensagem de Jesus Cristo era um urgente chamado de arrependimento para os líderes incrédulos de Israel. … Quem falava aos fariseus e escribas incrédulos era Jesus Cristo, não era um profeta como Jonas, mas o Grande Profeta prometido por Moisés, Aquele para quem todos os profetas do Antigo Testamento apontavam!
A mensagem de Jesus mostra que ninivitas, ou seja, a geração de Nínive que ouviu Jonas e que creu no profeta menor foram salvos. E ai dos judeus incrédulos se permanecessem em rebeldia, pois negaram quem era maior que Jonas.
A incredulidade dos judeus e de qualquer um que nega a Jesus Cristo é algo muito sério. Jesus Cristo chama todos os incrédulos dentro e fora da Igreja ao arrependimento e a Fé nEle como o Salvador prometido. Ele é maior que Jonas.
Jonas era um mensageiro da Palavra de Misericórdia e Salvação, mas Jesus é A PRÓPRIA SALVAÇÃO PROMETIDA! Jesus ressuscitou Ele é o Cristo e a nossa justiça diante de Deus! Por isso, ninguém deve resistir e deixar de crer em Cristo Jesus.
O Deus Soberano que manifestou Sua misericórdia providenciando a Jonas uma salvação extraordinária chama todos a não duvidarem do Seu poder para salvar pecadores como eu e você através da morte e ressurreição de Jesus Cristo!
Pense nas palavras de Jesus ao incrédulos … Você acha que um homem pode ser salvo sem crer em Jesus Cristo e na Sua mensagem?

Conclusão:

Meus amados irmãos, quantas verdades profundas Jesus Cristo revela quando relacionamos a passagem com Jonas 1.17 com as Palavras de Mateus:
Podemos ver em primeiro lugar: Que quando Deus manifestou sua misericórdia para Jonas Deus também tinha o objetivo de manifestar a Sua misericórdia salvadora aos ninivitas! Veja que Jesus Cristo diz que a geração de ninivitas que ouviu a Jonas se arrependeu de verdade!
O alvo de Deus era manifestar Sua misericórdia a Jonas (judeu) e aos ninivitas (gentios). As palavras de Jesus Cristo mostram, já no Antigo Testamento, como graça e misericórdia de Deus, em Cristo, manifesta-se de muitas formas para com todos os homens.
Meu irmão, quando pensamos que Deus manifesta Sua misericórdia a um pecador isoladamente, na verdade, Deus tem um plano mais amplo!
Veja o que Deus fez em nossas vidas como membros de Sua Igreja: Ele salvou você em Cristo, mas promete Sua misericórdia salvadora também aos seus filhos e aos filhos dos seus filhos! E, caso seus filhos creiam em Cristo, então provarão o cumprimento da promessa. Veja que Deus mostra um plano salvador muito maior!
Por isso, lendo Jonas e as Palavras de Jesus somos levados a reconhecer nossa responsabilidade de trabalhar com todos nossos dons para o progresso da pregação do Evangelho.
Você ama a Deus porque Ele amou você primeiro. Você conhece a misericórdia de Deus por que Deus a quis revelar a você. E Deus revelou isto pela pregação do Evangelho da Ressurreição de Jesus Cristo!
Esse Evangelho já estava sendo pregado na experiência de Jonas. Mas, agora esse Evangelho explicitamente é revelado na Escritura do Antigo e Novo Testamento.
O que você tem feito para que esse Evangelho chegue aos homens afundados em pecado e na Ira de Deus? O que você tem feito para que mais e mais pessoas possam ser salvas pela Fé no Cristo que foi ressuscitado dentre os mortos?
A igreja tem um papel missionário de levar o Evangelho às nações, somos o atual Israel de Deus, a nação de profetas, assim a nós cabe a Evangelização do mundo. Deus chama você a testemunhar de Cristo vivendo o Evangelho, a orar e a ser fiel nas suas ofertas, para que mais e mais pessoas recebam a Jesus Cristo como Salvador!
O ensino de Jesus Cristo sobre o que aconteceu com Jonas é um chamado para a igreja louvar a Misericórdia de Deus e promover a Evangelização dos perdidos.
Agora a mensagem de Jesus Cristo aos judeus é um chamado de arrependimento aos cristãos nominais. Como os judeus muitos cristãos se contentam em apenas ter o rótulo de povo de Deus. Estes vivem vidas como se Jesus Cristo não fosse o Salvador deles.
Tais cristãos só-de-nome devem tremer diante das palavras de Jesus Cristo para os judeus incrédulos. Jesus Cristo diz que os judeus incrédulos serão julgados no Dia do Juízo pelos gentios que creram nEle.
Não é o seu título de cristão (como não era o título de judeu) que vai livrar você do Juízo de Deus. O Senhor Jesus Cristo no Dia do Juízo, juntamente com Seus eleitos tirados dentre todas as nações, julgarão cristãos nominais que durante toda a sua vida não reconheceram Jesus Cristo como o Messias!
Aqueles que vivem um cristianismo nominal devem se arrepender dos seus pecados e confiar somente em Jesus Cristo, para que possam provar a misericórdia salvadora de Deus! … Provar a salvação sobrenatural maior que aquele que Jonas provou. … Salvação sobrenatural que a experiência de Jonas sinalizou. … MISERICORDIOSA SALVAÇÃO que é CRER NAQUELE QUE RESSUSCITOU E É O SALVADOR DO MUNDO: JESUS CRISTO. Amém.