sábado, 13 de junho de 2009

Jesus Cristo doa Seu Espírito Aos Samaritanos

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre At 8.14-25

Texto: At 8.14-25
Leitura: Jo 4.19-30,39-42; At 8.1-25;


Amada congregação do Senhor Jesus Cristo,

Jesus Cristo disse aos apóstolos (At 1.8): “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.”
Esta Palavra do Senhor deve nos orientar quando lemos o Livro de Atos, pois os eventos nele registrados confirmam a verdade dessas palavras de Jesus ao Seus apóstolos.
E a passagem que lemos mostra a chegada do Evangelho em Samaria. A região de Samaria faz parte do Segundo estágio do plano de expansão da mensagem do Reino de Cristo na terra.
E, por isso, Jesus Cristo quer marcar de modo extraordinário a Sua chegada em Samaria, mostrando o Evangelho e operando coisas incomuns como milagres e até a doação do Espírito Santo após a conversão. Isto vemos em Samaria quando Pedro e João chegam em uma das cidades dessa região. E aqui nesta passagem proclamo a vocês o Evangelho da Graça de Deus no seguinte tema:

Jesus Cristo doa Seu Espírito aos Samaritanos

E dentro na pregação veremos três pontos:

Faz isto por meio dos Apóstolos
Confirma o fim de uma separação secular
E Fortalece a mensagem do Evangelho


1. Jesus Cristo doa Seu Espírito aos Samaritanos: Ele faz isto por meio dos Apóstolos

Pela perseguição nos dias da morte de Estevão o Evangelho é espalhado, pois os cristãos “iam por toda parte pregando a Palavra” (At 8.4). E Filipe, o diácono-evangelista, na sua caminhada proclamou a uma cidade de Samaria o nome de Jesus Cristo e a pregação dele foi acompanhada de muitos sinais poderosos: expulsão de demônios e curas.
E o resultado da pregação de Filipe foi que multidões de samaritanos “atendiam, unânimes, às coisas que Filipe dizia, e iam sendo batizados e estavam cheios de alegria”!
Uma grande obra de Jesus Cristo estava sendo feita naquela cidade de Samaria e uma igreja samaritana alegre nascia naquele lugar!
E esta notícia impressionante chegou aos ouvidos dos Apóstolos em Jerusalém. E o v. 14 diz que os Apóstolos em Jerusalém enviaram Pedro e João até Samaria. Agora para que Pedro e João foram enviados à Samaria?
Os Apóstolos enviaram Pedro e João para confirmar a obra de Jesus Cristo no meio dos samaritanos. E é bom você lembrar de algumas coisas do tempo que os apóstolos viveram:
Lembre-se que o tempo dos apóstolos era um tempo diferente dos nossos dias, um tempo entre o Antigo Testamento e o Novo Testamento, um tempo onde a igreja cristã provou coisas extraórdinárias e na prática descobria acerca da obra de Jesus Cristo: havia os apóstolos, a Escritura estava sendo dada, havia sinais poderosos ocorrendo dentro e fora da Igreja.
Lembre-se quem eram os samaritanos: um povo misto (meio judeu meio gentio), com uma religião também mista (meio judia meio pagã), um povo estranho a Aliança e abominado pelos judeus há séculos.
Lembre-se que a igreja cristã naquele momento era formada por Judeus. Os Apóstolos eram judeus e os cinco mil que se converteram em Pentecostes e nos dias que se seguiram também eram judeus e prosélitos do judaísmo.
Então, imagine-se naquela época e dentro desse contexto: Chega a notícia: Os Samaritanos receberam a Jesus Cristo! … Bem, seria natural pensarmos: Temos que ver isto de perto!
Quando os Apóstolos ouviram que uma igreja samaritana estava surgindo nada mais normal do que confirmar essa história. … E assim se fez: Os Apóstolos Pedro e João são enviados à Samaria como representantes dos demais apóstolos para verem se era verdade o que tinham ouvido em Jerusalém.
E parece que Pedro e João de fato viram que era verdadeira a conversão dos samaritanos, pois quando chegam na cidade onde havia a igreja samaritana, então, eles não pregam para o povo. Os Apóstolos oram para que os cristãos samaritanos recebessem o Espírito Santo! (v. 14).
Os samaritanos daquela cidade provaram algo incomum as demais experiências de conversão em Cristo após pentecostes.
O padrão da Escritura é que o Dom do Espírito Santo após pentecostes é dado a todo aquele que crer em Cristo (veja At 2.37-39; 11.16-18 e Ef 1.13). Mas, A Escritura registrada que os samaritanos foram os únicos que não receberam o Espírito Santo no momento que creram em Cristo (v. 15-17). Isto é um acontecimento incomum operado pela Providência de Deus.
Amados irmãos, acontecimentos incomuns são normais no Livro de Atos. O que temos em Atos não é um manual de reivindicação das operações de Deus para os nossos dias. Mas, o Livro de Atos são os registros de acontecimentos de um período especial da redenção cheio de coisas incomuns, para mostrar a Soberania de Jesus como o Cristo Salvador do Mundo!
Irmãos em Cristo, devemos ser humildes e nos contentar com essa explicação vinda do contexto do Livro de Atos e do resto da Escritura, para não cairmos nos mesmos erros dos romanistas e dos pentecostalistas que tentam explicar essa passagem falando de uma segunda unção do Espírito na vida dos cristãos.
O texto diz que Pedro e João oraram pelos samaritanos para que recebessem o Espírito Santo. Não sabemos como os Apóstolos descobriram que os samaritanos não tinham o Espírito Santo. Mas, podemos saber a razão da atitude dos Apóstolos em orar para que os samaritanos recebessem o Espírito Santo. Essa atitude dos Apóstolos Pedro e João era para confirmar de modo incontestável coisas importantes:
Primeira, o acontecimento do recebimento do Dom do Espírito Santo marca o começo do segundo estágio da proclamação do Evangelho, ou seja, o testemunho de Jesus Cristo em Samaria.
Filipe tinha pregado o Evangelho de Jesus Cristo em Samaria. Mas, Jesus Cristo quis através dos Apóstolos doar o Espírito, para manifestar sem dúvida alguma que Ele está cumprindo Sua promessa de levar Sua glória de Jerusalém, através da Judéia e Samaria até chegar aos confins da terra!
E note que o livro de Atos mostra que Jesus Cristo marcou os estágios da proclamação do Evangelho, doando o Espírito Santo de modo incomum. Isto era o testemunho dele para e dos Apóstolos: o Espírito Santo é dado a todo que crê em Jesus Cristo, independentemente, da raça e do local do homem: seja Samaritano, gentio ou dos confins da terra (leia em casa At 10.1-48; 11.1-18; 19.1-7).
Segunda coisa importante, o Doar do Espírito em Samaria serviu para confirmar de modo incontestável a salvação daqueles samaritanos. Quem poderia questionar a salvação dos Samaritanos? Eles receberam o Dom do Espírito Santo! Isto era o selo que autenticava a obra de Jesus Cristo em Samaria.
Agora, ninguém (nem mesmos os Apóstolos em Jerusalém) poderia negar que aqueles samaritanos, em Cristo, foram colocados na Aliança de Deus e foram feitos, pela Fé em Cristo, co-herdeiros da PROMESSA de Abraão: o Espírito Santo.
Jesus Cristo, por meio dos Apóstolos, estava testemunhando que naquela cidade de Samaria uma igreja surgiu, um templo do Espírito Santo foi construído e que ali Deus estava constituindo adoradores, que o adorariam em Espírito e em Verdade. Jesus Cristo do céu confirmou suas palavras aos Samaritanos através dos Apóstolos Pedro e João.
E este doar do Espírito Santo aos samaritanos tinha uma consequência prática para a Igreja Cristã que se iniciava:
Jesus Cristo deixou muito claro que uma barreira centenária, POR CRISTO E EM CRISTO, havia sido arrancada entre judeus e samaritanos! O dom do Espírito Santo dado aos samaritanos mostra que cristãos judeus e samaritanos em Cristo SÃO UM SÓ POVO E PARTICIPAM DO MESMO ESPÍRITO!
Não há lugar para separação entre aqueles que provam do Espírito Santo! Especialmente separação alimentada por preconceitos de raça ou mágoas!
Os judeus e samaritanos há séculos alimentavam preconceitos e mágoas uns contra os outros, mas depois do Dom do Espírito ser dado a ambos esta separação preconceituosa devia sumir!
Meu irmão em Cristo, não posso alimentar nenhum preconceito contra ninguém, especialmente, contra meus irmãos em Cristo. Não devo deixar meus preconceitos me afastar daqueles que em Cristo Jesus participam do mesmo Dom: O Espírito Santo.
É contrário a Fé em Cristo e ao Batismo com o Espírito Santo irmãos viverem separados uns dos outros por causa de preconceitos pecaminosos. Veja o que Jesus Cristo fez com a igreja de Jerusalém e de Samaria e pense: Tenho alimentado algum tipo de separação preconceituosa contra alguns dos meus irmãos em Cristo? Tenho vivido a comunhão no Espírito Santo com todos os meus irmãos sem distinção? … São importantes essas perguntas para nos ajudar a viver o Dom do Espírito Santo.
A terceira coisa importante é que o Espírito Santo não chama atenção para o tipo de sinal que foi usado para marcar o recebimento do Dom do Espírito Santo. Procure no texto o sinal que mostrou o recebimento do Espírito Santo.
Você achou? Não? … O texto não diz o que marcou o doar do Espírito Santo. O texto mostra que algo sinalizou o recebimento do Espírito, pois Simão notou que algo maravilhoso acontecia pela imposição das mãos dos Apóstolos (At 8.18): “talvez idiomas foram falados ou sinais vindos do céu, talvez profecias foram proclamadas. …” mas não interessou a Deus registrar o tipo de sinal que sinalizou o Doar do Espírito.
Por que Deus não se importou em registrar o sinal? O Espírito Santo não quis dar ênfase ao tipo de manifestação, para direcionar sua atenção para o mais importante que é mostrar que JESUS CRISTO FEZ OS SAMARITANOS PARTICIPAREM DA PROMESSA DADA A ABRAÃO: O Dom do Espírito Santo!
Meu irmão, a Igreja não deve dar tanta ênfase aos sinais do Espírito ao ponto de não enfatizar a mensagem do Espírito Santo que aponta para Jesus Cristo o Rei, o Salvador e doador do Espírito Santo para seu povo!
O Espírito Santo em Atos não quer ensinar a igreja a buscar sinais e maravilhas. O Espírito Santo em Atos quer mostrar a mensagem que Jesus Cristo é o Salvador do Mundo. Os sinais e prodígios são coisas secundárias no Livro de Atos, para FORTALECER A MENSAGEM DO EVANGELHO DA GLÓRIA DE CRISTO.
Veja em todo texto que os sinais manifestam a Mensagem de Cristo. E note o último texto da passagem (v. 25). A ênfase estão em sinais ou maravilhas? Quais as palavra que saltam aos seus olhos no v. 25? A resposta é: “Eles [os apóstolos], porém, havendo testificado e falado a palavra do Senhor, voltaram para Jerusalém e evangelizavam muitas aldeias dos samaritanos”.
Você pode ver que o Espírito Santo mostra que o ministério dos Apósotolos era testemunhar e falar a Palavra do Senhor, ou seja, a Palavra de Jesus Cristo, evangelizando os samaritanos com essa Palavra!
Podemos ver, na ênfase dada a pregação e evangelização no v. 25 e na ausência da citação de sinais miraculosos, uma indicação que o acontecimento de orar para o recebimento do Espírito Santo parece ter ocorrido somente naquela primeira cidade dos samaritanos; e não mais nas demais aldeias da região de Samaria.
Isto mostra como foi extraordinário o que aconteceu na cidade em Samaria e mostra que após a saída dos apóstolos o que era manifestado nas outras aldeias era a Palavra de Jesus Cristo que prometia salvação também aos samaritanos!
Meus irmãos, devemos aprender que pessoas que vivem enfatizando sinais maravilhosos não seguem o objetivo do Livro de Atos. E, além disso, são alvos fáceis para o engano de Satanás, caem no pecado da superstição e de não enfatizar a Jesus Cristo como Salvador e Rei da Igreja. Veja toda superstição de Roma e dos pentecostalistas que são fruto da ênfase em sinais e símbolos em diminuição da mensagem de Salvação em Jesus Cristo.
Veja o exemplo de Simão, o Mágico, este homem estava buscando os sinais e maravilhas, especialmente, o poder de doar o Espírito Santo pela imposição de mãos. Simão não tinha colocado o seu coração na mensagem do Evangelho. Simão, por sua ganância, não entendeu o Evangelho da Graça de Deus em Cristo Jesus. O que Simão queria era operar sinais maravilhosos e se apropriar do Dom de Deus, por suas obras, por seu dinheiro espúrio (At 8.18,19).
Por isso, não dê ênfase nem fique buscando sinais maravilhosos e se apropriar do Dom de Deus por meios espúrios, mas dê enfase e busque a mensagem do Evangelho da Glória e da Graça de Cristo revelado na Escritura! Somente este Evangelho que Glorifica Jesus Cristo e que mostra a Graça de Deus e que livrará você de todo engano de Satanás e manterá você fiel ao Senhor Jesus Cristo.

CONCLUSÃO:

Concluo este sermão lembrando a você as palavras do Apóstolo Pedro no Dia de Pentecostes, quando ele disse aos judeus em Jerusalém (At 2.38,39):
“Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar”.
Sendo assim, todo aquele que CRER E FOR BATIZADO será salvo… todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo! Essa é a mensagem de salvação real. Por isso, todos que ouvem o Evangelho, arrependem-se e são batizados podem ter a certeza da Salvação em Cristo e do recebimento do Espírito Santo!
Agora, note o que digo à Luz da Escritura: Todo aquele que SE ARREPENDE e NÃO SOMENTE TODOS OS QUE SÃO BATIZADOS! Por que enfatizo isto? Por causa do Samaritano Simão.
Simão havia entrado na igreja e o texto diz que ele “abraçou a fé” e foi batizado por Filipe e provou os dons do mundo vindouro, mas não se arrependeu dos seus pecados de mágia e engano (At 8.9-13). Simão de fato era um hipócrita enganador. E isto se manifestou quando Simão tentou adquirir o ofício apóstólico, o dom de Deus, por meio do dinheiro (At 8.19,20).
Simão pensava que poderia enganar a Deus guardando em seu coração sua hipocrisia. Mas, o ímpio não permanece na congregação dos santos. E isto aconteceu com Simão. Jesus Cristo cuida da Sua Igreja Samaritana, por isso, o Apóstolo Pedro revela a intenção malígna de Simão, o repreende e o condena (At 8.20-23). Pedro, pela pregação, fecha o Reino de Cristo para Simão, pois suas obras não mostravam arrependimento e assim não tinha a fé verdadeira!
Meu amado irmão em Cristo, o batismo é um selo real e o Espírito Santo o usa para fortalece a Fé dos eleitos nas promessas de Salvação. Porém, esse batismo deve ser acompanhado por obras de arrependimento! Simão tinha o batismo, mas não mostrava obras que correspondiam ao batismo no Nome de Jesus, ou seja, o batismo cristão.
Pergunto a você: Você vive o seu batismo em Jesus Cristo? Qual seu interesse em buscar Cristo? O que leva você permancer como membro na Igreja de Cristo?
Meus amados irmãos, devemos ver que pessoas podem entrar na igreja através do batismo, mas sem de fato serem convertidas a Jesus Cristo! … Simão é um exemplo que mostra a você que pessoas podem ser batizadas e ao mesmo tempo viver em hipocrisia e estar na igreja buscando a sua autopromoção!
Devemos tomar muito cuidado e observar se na igreja tem pessoas que querem adquirir os dons de Deus para se autopromoverem. Simão é um alerta que batismo e o desejar o poder de Deus não é a marca principal do cristianismo autêntico, mas o que de fato mostra uma vida sincera em Jesus Cristo é o arrependimento dos pecados, uma vida que mostre conversão, uma ruptura com as práticas pecaminosas do passado!
Pergunto a todos: O que faz você estar na igreja? O que faz você se interessar pelo Evangelho e pelas doutrinas bíblicas? O que leva você almejar os ofícios? O quanto a sua vida mostra coerência com o batismo cristão que você recebeu quando criança ou adulto? O Espírito de Cristo se mostra em você através das suas obras?
Meu amado irmão, Jesus Cristo deseja que você viva o batismo que você recebeu dEle. Jesus Cristo chama você a viver o Dom do Espírito Santo. O mesmo dom que foi doado por Jesus Cristo, pelas mãos dos Apóstolos, aos Samaritanos há muito tempo atrás. Por isso, viva sinceramente o Evangelho da Glória de Cristo.
Amém.

Nenhum comentário: