terça-feira, 4 de novembro de 2008

Disponha-se a obedecer a Palavra do SENHOR

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre Jonas 1.1-3

Leitura: Gn 12.1-3; Rs 14.23-27; Jn 1.1-3
Texto: Jn 1.1-3

Amada Congregação do Senhor Jesus Cristo e visitantes,

Atitudes falam alto. Na verdade atitudes são verdadeiras mensagens para as pessoas que observam você!
O Livro do Profeta Jonas é um livro onde você não lê PROFECIAS, mas um livro onde se lê muitas ATITUDES DE UM PROFETA PARA COM A PALAVRA DO SENHOR.
E quem foi Jonas? O Espírito Santo dá poucas informações sobre a pessoa de Jonas como faz com a maioria dos profetas.
Você é informado na leitura em 2 Rs 14.25 que Jonas foi um profeta do Senhor, que desempenhou seu Ministério profético quando Jeroboão II era Rei do Reino Norte (780 a. C.). E Deus usou Jonas para profetizar a prosperidade de Israel (Reino Norte). Também você aprende que Jonas era de Gate-Hefer (cidade na região de Zebulon à 4 km de Nazaré).
São poucas informações que o Espírito Santo quis registrar sobre Jonas. Então, o que faz de Jonas um dos profetas mais conhecidos da Escritura? Jonas não é conhecido por causa da sua coragem em anunciar a Palavra (como Elias e Eliseu), ou, por seus sofrimentos por cumprir a Palavra de Deus (como Jeremias).
Jonas é um profeta muito conhecido por sua atitude de relutância em não se dispôr a obedecer e se alegrar com a Palavra do SENHOR que veio a ele.
Agora, meus irmãos em Cristo e visitantes, o Espírito Santo registrou as atitudes de Jonas na Escritura, para em PRIMEIRO LUGAR chamar sua atenção para a Atitude do Deus de Jonas.
A atitude do SENHOR Deus que manifesta a Sua misericórdia para SUA CRIAÇÃO. Então, o Livro de Jonas aponta em primeiro lugar para o SENHOR Deus que é fiel a sua PROMESSA PACTUAL de SALVAÇÃO!
Mas o Espírito Santo pelo Livro de Jonas também chama a Igreja a RESPONDER COM FÉ a PALAVRA DE DEUS para a Igreja CUMPRIR o seu ofício no plano de Deus para salvação das nações.
Sendo assim, para a glória do SENHOR Deus misericordioso e chamado da Igreja, eu proclamo neste culto a mensagem de Deus no seguinte tema:

Disponha-se a obedecer a Palavra do SENHOR

E neste tema ouça os seguintes pontos:

1. A Atitude do SENHOR em dar Sua Palavra a Jonas
2. A Atitude de Jonas ao receber a Palavra do SENHOR


1. Disponha-se a obedecer a Palavra do SENHOR: A Atitude do SENHOR em dar Sua Palavra a Jonas

Veja os versos 1,2: “Veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo”: [2] “Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim”
A Igreja deve guardar o seu coração de achar que a obra missionária é algo de iniciativa do homem. A Escritura mostra que é o Senhor Deus que sempre toma a iniciativa de enviar a sua Palavra ao homem.
O Livro de Jonas começa com a Atitude do SENHOR Deus. É o SENHOR Deus que envia a Sua palavra a Jonas. É o SENHOR Deus que chama Jonas. É o SENHOR que entrega a missão a Jonas, “filho de Amitai”.
E qual a missão? A missão é: “vai à grande cidade de Nínive para clamar contra ela”.
Meu amado irmão em Cristo, o SENHOR Deus nesta ATITUDE revela qual é a Sua posição e a posição do ofício de Seus mensageiros diante das nações do mundo. Para qual cidade O SENHOR Deus envia seu mensageiro? Nínive. Nínive capital da Assíria.
A Assíria que estava a caminho de ser um dos Impérios, que dominaria grande parte dos povos dos tempos bíblicos e que seria usada no futuro por Deus para castigar Israel.
E não é por acaso que o SENHOR escolhe Nínive. Quando George Bush quer dizer alguma coisa para o presidente Luís Inácio, ele manda seu embaixador para onde? Para Brasília: a capital onde as decisões tomadas guiam a nação brasileira.
Como Brasília é para o Brasil Nínive era para a Assíria. Era onde se encontrava o Rei e as autoridades daquele povo e era para onde os reis de outros povos enviavam seus embaixadores. Era onde as decisões tomadas guiariam a nação Assíria.
E Quando o SENHOR Deus envia Jonas para Nínive ele mostra que ele é um Rei, que quer proclamar a Sua palavra REAL para a Assíria.
Agora, não podemos parar por aqui, pois só estas palavras não mostram a altura, a posição da majestade do SENHOR Deus diante das nações da terra. Para você ver a posição do SENHOR Deus diante dos reis da terra, então, olhe a palavra “clamar”
Jonas foi enviado para “clamar” contra Nínive. Quando o SENHOR diz a Jonas para “clamar”, o Espírito Santo usa aqui o mesmo verbo que é usado no capítulo 3.5, quando o rei de Nínive promulga o jejum oficial ao povo e animais de Nínive.
Isto não é a toa! O Senhor Deus da Aliança mostra com esta palavra que o SENHOR não é apenas um rei, enviando um mensageiro a outro rei de igual poder! Mas, O SENHOR Deus se coloca para Nínive como o Rei SUSERANO!
Nos tempos bíblicos o Rei Suserano era o rei que tinha o domínio soberano sobre outros reis. Esses reis dominados eram chamados de reis vassalos e tinham o dever de se submeterem às ordens e a pagar impostos ao Rei Suserano, o Rei dos reis.
Quando o SENHOR Deus diz a Jonas para “clamar” contra Nínive, O SENHOR deixa claro que ELE é o REI SUSERANO, o REI dos REIS, Àquele que tem autoridade sobre qualquer rei e nação desta terra!
Os Salmos deixam muito claro que o SENHOR é o Soberano sobre todas as nações, por exemplo, o Sl 2 : Deus por meio do Seu Messias (o Ungido), tem a autoridade de proclamar sua vontade às nações, de chamar às nações ao arrependimento, de julgar os pecados dos povos e de despedaçar as nações que se mantém rebeldes ao Seu chamado!
Meu irmão em Cristo, o Livro de Jonas apresenta o Deus da Igreja, como o Rei Suserano, o soberano sobre todos os povos, E, por isso, o SENHOR Deus sem problema nenhum nem mais explicações envia Jonas, pois para o Deus da Igreja não tem cidade grande. A Ele pertence todos os povos e nações deste mundo!
Quando o Senhor se revela como Rei Suserano, mostra que o ofício de Jonas NÃO é de um aventureiro, trazendo um recado para o povo de Nínive. O Espírito Santo mostra que os profetas do SENHOR, os pregadores do Evangelho, são arautos, embaixadores do Rei Soberano de todo Universo!
Meu irmão em Cristo veja que quando você tem uma visão da Majestade Soberana do SENHOR, então, você é levado a ver a excelência da obra do Ministério da Palavra.
Sabe qual o motivo de uma igreja não honrar o ministério da Palavra e seus ministros fiéis? É a falta de visão e de reconhecimento verdadeiro sobre a Soberania do SENHOR Deus sobre toda a criação!
Quando uma igreja ou um crente verdadeiramente reconhece a SOBERANIA DE DEUS COMO REI DOS REIS, então, inevitavelmente, essa igreja ou crente reconhecerá em palavra e obras a excelência do MINISTÉRIO DA PALAVRA! Essa igreja se submeterá a Palavra de Deus pregada e ensinada fielmente! A igreja se dedicará a EVANGELIZAÇÃO, honrará e cuidara daqueles que foram ordenados por Deus, para pregar e ensinar a Palavra do SENHOR.
Veja que logo no início do Livro de Jonas o Espírito Santo mostra o poder e a autoridade do SENHOR Deus de proclamar a Sua Palavra e Juízo sobre todas as nações. O Espírito Santo mostra que o SENHOR se utiliza de seus profetas, dos seus embaixadores, ou seja, do ministério da Palavra exercido pela Igreja, para levar a Sua Palavra aos povos.
Agora, por que o SENHOR Deus manda Jonas clamar contra Nínive? Veja o final do v. 2: “porque a sua malícia subiu até mim”.
A Assíria nesta época ainda não tinha se tornado o grande império que dominaria muitos povos. Mas já no tempo de Jonas sua perversidade já era conhecida pelo SENHOR, pois Deus diz que a malícia, a maldade ou perversidade de Nínive se elevou até Sua Justa e Santa presença.
Em Gn 6.5 a Escritura diz: “viu o SENHOR que a maldade do homem se havia multiplicado na terra…”. Em Gn 15.14,16 o SENHOR quando firma sua Aliança com Abrão diz que estava esperando que se enchesse a medida da iniqüidade dos amorreus.”
Em Gn 19.13 os anjos dizem a Ló que irão destruir a Sodoma, “porque o seu clamor se tem aumentado, chegando até à presença do SENHOR; e o SENHOR nos enviou a destruí-lo”.
A Palavra de Deus deixa claro que o SENHOR Deus está atento as peversidades e iniqüidades das nações. Este é um chamado de arrependimento para a Nação Brasileira e seus governantes:
A nossa nação tem rejeitado a Palavra do Senhor e, por isso, tem praticado todo tipo de maldade e perversidades: contra a Igreja, os indefesos (órfãos, viúvas e estrangeiros) e os justos sendo cada vez mais entregues aos transgressores!
Deus está vendo isto e está indignado com todas as perversidades que nossa nação tem praticado. Os seus governantes e o povo do Brasil devem abrir o olho, melhor dizendo, o seu ouvido para a mensagem que Deus deu a Jonas: “SUA MALÍCIA SUBIU ATÉ MIM”!
Porém, meu irmão em Cristo, é no meio da indignação que SENHOR Deus mostra também a Sua misericórdia para com o povo gentio! E onde está a Sua misericórdia? Nas palavras “dispõe-te e vai”!
Estas palavras mostram que A Atitude do SENHOR em chamar e dar Sua Palavra a Jonas é uma atitude de misericórdia! O SENHOR Deus comissiona Jonas a clamar contra Nínive, porque Deus quer levar Nínive a se arrepender e se converter de sua malícia!
Se Deus não quisesse levar o povo de Nínive ao arrependimento era só mandar uma catástrofe natural (como o Dilúvio), ou uma outra nação poderosa (como fez com os cananitas), ou dois dos Seus anjos (como fez com Sodoma e Gomorra). O SENHOR Deus como o REI SOBERANO E JUSTO poderia rapidamente varrer da face da terra Nínive e todo Império Assírio!
O SENHOR Deus tem uma ATITUDE de misericórdia que vai além das fronteiras da nação de Israel, vai até um povo estrangeiro, fora da Aliança e sem Deus no mundo! Essa é a ATITUDE DE DEUS, agora veja a ATITUDE DO HOMEM.

2. Disponha-se a obedecer a Palavra do SENHOR: A Atitude de Jonas ao receber a Palavra do SENHOR

Veja o v.3 “Jonas se dispôs, mas para fugir da presença do SENHOR, para Társis; e, tendo descido a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem e embarcou nele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR.
Ninguém pode dizer que Jonas não se DISPÔS para com a Palavra de Deus! Jonas se dispôs, MAS PARA NÃO OBEDECER A PALAVRA DE DEUS QUE VEIO A ELE. O texto enfatiza isto quando diz: “Jonas se dispôs, mas para fugir da presença do SENHOR, para Társis;”
Agora qual o motivo da ATITUDE DE JONAS? O motivo mais falado é COVARDIA. Porém, pelo contexto da Escritura não parece ser covardia o motivo! Outros pensam que o motivo é zelo nacionalista. Mas este motivo é interessante, mas é uma suposição.
Porém, o que é claro é o que Jonas diz no capítulo 4.1-3.! Jonas “sabia” da MISERICÓRDIA do SENHOR Deus e sabia do poder da pregação para Palavra do SENHOR, para levar pecadores ao arrependido. Jonas declara que fugiu, porque não aceitava que Deus fosse misericordioso para com Nínive, uma nação gentia e perversa.
O profeta Jonas não tinha um problema de COMPREENSÃO da missão dada a Ele, mas Jonas tinha um problema de ACEITAÇÃO DA VONTADE DE DEUS REVELADA PARA NÍNIVE.
Jonas tinha é muita SOBERBA no coração! A Soberba tão comum aos homens, mais especialmente aos judeus zelosos, que perderam de vista o PLANO SALVADOR de Deus para Sua criação e o papel da Nação de Israel (a Igreja) nesse plano.
O SENHOR Deus revelou a Abraão que na descendência dele “serão benditas todas as famílias da terra”. E o SENHOR Deus escolheu a Nação de Israel, não para ser o centro das atenções da misericórdia salvadora de Deus, mas para anunciar a glória de Deus entre as nações, chamar os povos da terra ao arrependimento, a servirem ao SENHOR com alegria!
A SOBERBA de Jonas levou o profeta a SE DISPOR PARA FUGIR DA PRESENÇA DO SENHOR, para Társis! Para isso ele se PREPAROU BEM!
E tinha que se preparar, se dispôr: Társis era “o lugar mais longe que a mente daquela época conseguia imaginar! Tarsis ficava no sul da atual Espanhã (mais de 4.000 km na direção oposta de Samaria).
E para chegar em Társis Jonas DESCE ao porto de Jope. Jonas PROCURA ATÉ ACHAR um barco cujo o destino é Társis. Jonas PAGA com seu dinheiro a passagem e todo custo da viagem (um custo muito alto) e embarca num navio para se arriscar num mar muito perigoso (o Mediterrâneo).
E é interessante e irônico um detalhe do no v. 3. O texto diz: “para ir com eles para Társis”. Quem são estes “eles”? São os marinheiros gentios dos vs. 4-17. Jonas que não queria levar gentios (pessoas de fora da Aliança) à presença de Deus. Mas Jonas conta com o serviço de gentios, para ajudá-lo a contrariar a vontade de Deus e a fugir da presença do SENHOR!
Veja como ele se dispôs de verdade, para não fazer a vontade de Deus e cumprir seu ofício!
Agora, meu irmão em Cristo, para onde o Senhor Deus tinha mandado Jonas? Nínive! Em relação a Társis era muito mais fácil e tranqüilo chegar Até Nínive, que ficava a 880 km a Nordeste de Israel e podia se chegar até lá por meio de estradas!
Veja como Jonas por causa da SUA SOBERBA dispõe-se a NÃO ACEITAR A VONTADE DE DEUS e escolhe ir para o mais longe, o mais perigoso, o mais difícil, o mais custoso!
Meu irmão em Cristo, aprenda pela Palavra que quando a Igreja ou o cristão (seja eu ou você) por SOBERBA não quer aceitar a Palavra do SENHOR, quer negar seu ofício, fugindo da presença do SENHOR, então:
O longe se torna perto e o perto se torna longe, o perigoso se torna não perigoso, o fácil se torna difícil e o difícil se torna fácil, o que é de graça parece caro e o que caro se torna barato!
A Atitude de Jonas ao receber a Palavra do SENHOR é um alerta para Igreja de todas as épocas: Não seja soberba, por causa da posição que tem diante de Deus e diante do mundo. Não seja soberba a ponto de NÃO SE DISPOR A OBEDECER A MINHA VONTADE REVELADA NA ESCRITURA E A NEGAR O SEU OFÍCIO!
O Espírito Santo quer levar a Igreja a não perder de vista, que o desejo do SENHOR é CUMPRIR SEU JURAMENTO A ABRAÃO de “fazer bendita todas as nações da terra”. O desejo de Deus É usar de misericórdia para a salvação de pecadores em todos os povos!

Concluindo:

Veja, A Atitude do SENHOR em dar Sua Palavra a Jonas e a Atitude de Jonas ao receber a Palavra do SENHOR é um verdadeiro contraste!
Amada Igreja de Jesus Cristo: Deus quer mostrar este contraste para EXALTAR A SUA GRANDE MISERICÓRDIA DIANTE DA IGREJA E DO MUNDO E PARA CHAMAR A IGREJA A SER HUMILDE E A CUMPRIR O SEU PAPEL ENTRE AS NAÇÕES!
O Livro de Jonas mostra que o SENHOR Deus é o Rei Suzerano sobre todos os reis da terra. A Igreja não ordena nada ao SENHOR, mas o SENHOR é quem ordena à Igreja!
E a ordem do SENHOR Deus, é que a Igreja cumpra com humildade sua tarefa de ser a embaixadora do Rei dos reis, pregando sem fazer acepção de pessoas, proclamando o Evangelho a todas as nações!
A Atitude do Senhor em dar Sua Palavra a Jonas e a Atitude de Jonas ao receber a Palavra do Senhor aponta para o Supremo Profeta: o Senhor Jesus Cristo!
A Escritura diz que Deus tomou a iniciativa para a salvação dos povos: Ele enviou Sua Palavra que se fez carne, o Senhor Jesus Cristo, para a salvação do mundo, ou seja, de judeus e gentios.
Jesus Cristo que se dispôs e desceu não para Jope com o objetivo de contrariar a vontade de Deus indo a Társis, mas Jesus Cristo que se dispôs e desceu dos céus, para cumprir a vontade de Deus vindo a terra.
Jesus Cristo que dispôs e desceu não num barco para distante da presença de Deus indo para Társis, mas que se dispôs e desceu até o inferno para que a sua igreja nunca mais ficasse distante da face do SENHOR!
Meu amado irmão, o Espírito Santo, quer no Livro de Jonas direcionar o olhar da Igreja a ver as Atitudes de Jonas, para levar você a ver a ATITUDE MISERICORDIOSA do SENHOR Deus.
O Espírito Santo leva você a ver as ATITUDES do profeta “filho de Amitai”, para que você veja a ATITUDE do Supremo Profeta, Jesus Cristo, o FILHO DE DEUS!
Jesus Cristo que com Seu precioso sangue cumpriu a Promessa de Deus a Abraão e comprou para Deus homens de todas as nações! Este Senhor Jesus Cristo que é o Rei dos Reis que tem “toda autoridade no céu e na terra” e que envia os Seus mensageiros para pregar o Seu Evangelho a todas as nações!
Então, meu irmão em Cristo, qual será a sua atitude nesta semana para com a vontade de Deus revelada na Sua Escritura? Que você nesta semana e em toda vida, por amor e gratidão a Cristo e em Cristo, mostre ATITUDES que mostrem que você é DISPOSTO a obedecer a Palavra do SENHOR. Amém.

Nenhum comentário: