terça-feira, 9 de setembro de 2008

Deus nos faz saber nossos pecados e miséria!


Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre a doutrina bíblica ensinada no Dia do Senhor 2 do Catecismo de Heidelberg

Texto: DS 2, P&R 3-5
Leituras: Rm 3.9-20, 7.7-25

Amada Congregação do Senhor Jesus Cristo,

Você conhece alguém que nega ser um pecador? Deve ser impossível alguém não se considerar pecador neste mundo.
Se você chegar para o seu vizinho e perguntar: Você sabe que é um pecador? Ele com certeza dirá: É verdade, sou um pecador!
Porém, se você perguntar a ele: Você é uma pessoa boa? Dificilmente não dirá: Sim! Não sou uma das piores! Creio que há um Ser superior, ou Deus. Nunca matei ninguém, nunca roubei, não bebo, não fumo.
Tudo poderá ser respondido a você. Mas, por que esta resposta? Esta resposta é porque o homem naturalmente sempre se julga à LUZ DE OUTRO HOMEM PIOR QUE ELE!
O homem fora de Cristo diz: Não sou nenhum político ladrão. Este sim tem muitos pecados e é um miserável pecador! GRANDE PECADOR!
Se for o crente, na fraqueza da carne, diz: “Ah, têm crentes na igreja piores que eu! Veja o irmão A e B eles são piores que eu e estão na igreja.
NESTES CASOS tanto o incrédulo como o crente na fraqueza SE JULGAM à LUZ de outro pecador!
O grande problema do homem não é saber que é um pecador. Todos sabem disto. Mas o grande problema está em não saber A GRANDEZA DOS SEUS PECADOS E MISÉRIA!
Todo homem EM SI MESMO é um miserável e perdido pecador! E é isso que os homens precisam saber.
O evangelho de nossos dias DECLARA: JESUS TE AMA! Mas o Evangelho da Escritura começa: Você é um miserável pecador! Esta declaração é contrária ao modo de se evangelizar em nossos dias. As denominações não falam do pecado e da miséria onde o homem está encharcado e afundado.
Para muitas igrejas fazer o homem saber seus pecados e miséria é o mesmo que ser mal educado, ou algo que espanta os ouvintes e, se espanta os ouvintes, não interessa.
Mas, essa prática não vem de Deus, porque pela Escritura Deus vem e nos revela o pecado e miséria em que nós, como homens naturais, somos concebidos e nascidos (Sl 51.1-5).
Ele faz isto sem nenhum receio de nos espantar, nem de tornar menos atrativo o Seu Evangelho. Por isso, eu vos proclamo as Boas Novas de Cristo no seguinte tema:

Deus nos faz saber nossos pecados e miséria!

1. Ele faz isto por Sua Lei
2. Ele faz isto ao mostrar nossa incapacidade de cumprir a Lei
3. Ele faz isto para nossa Consolação na Vida e na Morte


1. Deus nos faz saber nossos pecados e miséria: Ele faz isto por Sua Lei

O homem natural vive em densas trevas espirituais. Estas trevas não deixam o homem enxergar um palmo além do Seu nariz. Por isso, ele não consegue enxergar a grandeza da sua miséria espiritual.
A Lei de Deus é o Grande Farol para mostrar a GRANDEZA de nossos pecados e miséria.
O Apóstolo Paulo diz inspirado pelo Espírito Santo (Rm 3.20): “... pela Lei vem o pleno conhecimento do pecado”. Em outro lugar ele diz: “não teria conhecido o pecado, senão por intermédio da Lei; pois não teria conhecido a cobiça, se a Lei não dissera: Não cobiçaras”.
Nosso Catecismo está apenas ecoando a Palavra de Deus quando diz: Pela Lei de Deus o homem sabe dos seus pecados e miséria.
Por isso, sem a Lei o homem não pode ter consciência de pecado! Por isso, a igreja não pode parar de ensinar e pregar a Lei de Deus aos homens, porque sem o conhecimento da Lei o homem não vai saber que é um pecador miserável.
Mas, infelizmente, existem igrejas e cristãos que desprezam a Lei de Deus para hoje. Dizem que a Lei foi dada somente para SALVAR OS CRENTES DO ANTIGO TESTAMENTO! Isto é um erro grosseiro e mortal!
Por que grosseiro? Porque claramente Deus diz que nunca deu a lei para salvar. Deus nos fala que deu a lei para “calar toda boca, e todo mundo seja culpável perante Ele. O Espírito Santo diz: “Ninguém será justificado diante de Deus por obras da Lei (Rm 3.19,20).
O Espírito Santo revela que em todos os tempos o homem em si é miserável pecador e que aqueles que são justos SÃO JUSTOS PELA FÉ SOMENTE. Os crentes no Antigo Testamento eram salvos pela Fé na promessa (Hc 2.4): “o meu Justo viverá pela Fé”.
Esta passagem do Antigo Testamento é usada pelo Apóstolo Paulo no Novo Testamento em Rm 1.17 e em Gl 3.11. E além de Paulo o Escritor de Hebreus também usa Habacuque em Hb 10.38,39, para falar que os crentes são salvos pela Fé.
Sendo assim, a Lei nunca foi dada para salvar, mas para revelar ao homem a sua necessidade de Salvação! Por isso a Lei é importante para a evangelização.
Muitos “evangélicos” gostam de evangelizar, mas não sabem dizer aos pecadores o que é pecado. Se o descrente perguntar: o que é pecado? O quê o “evangélico moderno” vai dizer? Pecado é fumar, beber cerveja, escutar música do mundo, adulterar, matar, roubar, etc.. Essa resposta qualquer espírita, seguidor do Papa ou moralista descrente pode dar!
Mas a Escritura responde o que é pecado (1 Jo 3.4): “pecado é a transgressão da Lei”. Esta resposta nenhum espírita, papista ou moralista descrente pode dar, porque não crêem que a Lei de Deus serve para nós hoje!
Se amamos as almas dos perdidos devemos ensinar a Lei, pois Deus pela Lei vai revelar aos perdidos sua perdição! Foi pela iluminação da Lei que o Apóstolo (já crente) chegou a exclamar (Rm 7.24): “Miserável homem que sou!”
O Apóstolo Paulo viu a LEI e as suas obras e exclamou que é um miserável pecador por natureza! Se a igreja deseja evangelizar conforme a Escritura deve ensinar sobre a Lei de Deus aos homens.
Agora, meu irmão em Cristo, a Lei não serve somente para mostrar o nosso pecado e miséria. A Lei serve para nos mostrar o caminho de santidade. Quem ama a santidade ama a Lei de Deus. A Lei de Deus é um meio de promover a Santidade na vida da igreja.
Deus logo que tirou Seu povo do Egito deu a este povo os Seus Mandamentos. Deus separou um povo do mundo e para o serviço dEle. Isto é ser santo: ser separado do mundo para o serviço de Deus. Esta separação seria operada pela Lei: Um povo santo segundo a Lei santa!
Hoje muitas denominações repudiam a Lei de Deus. Elas dizem: Lei? Que nada, Lei é coisa do Antigo Testamento! Mas estas denominações, ao mesmo tempo, para fazer seus membros mais santos para Deus enchem a vida de seus membros com regrinhas humanas:
- Não pode cortar o cabelo, não pode beber isto ou aquilo, os homens não podem usar bermuda ou as mulheres calça comprida, não pode usar brincos ou batom, etc.
Isto é um absurdo farisaico! Eles abominam a Lei QUE É SANTA e amam as leis dos homens para santificar os seus membros? Isto não conduz a santidade bíblica, mas ao LEGALISMO. Legalismo é uma santidade segundo o homem! E santidade segundo o homem não agrada a Deus.
A Lei leva o povo à Santidade, porque nos mostra o caminho da grata obediência a Deus. Se um crente conhece a Lei, ele terá condições, em Cristo Jesus e pelo poder do Espírito Santo, de lutar contra o pecado e de ser obediente ao SENHOR!
Se Deus não tivesse lançado a poderosa luz da Sua Lei sobre você, jamais você conseguiria enxergar a grandeza do pecado e miséria. Jamais você poderia enxergar a Graça de Deus para com você e para Sua Igreja.
Por isso, devemos orar como o salmista (Sl 119:29): “Afasta de mim o caminho da falsidade e favorece-me com a tua lei”. Esta última parte pode ser traduzida: “por tua graça, ensina-me a tua Lei”. Se uma igreja ensina as EXIGÊNCIAS DA LEI, então, pecadores cairão aos pés de Cristo e o nível de santidade dos crentes crescerá.

2. Deus nos faz saber nossos pecados e miséria: Ele faz isto ao mostrar nossa incapacidade de cumprir a Lei

Agora o que a Lei exige de você? O próprio Cristo ensina em Mt 22.37-40 o resumo das exigências da Lei e o Catecismo apenas repete este ensino no D2, P&R 4:
“Amar a Deus de todo coração, toda a tua alma e de todo o teu entendimento. E em segundo lugar ela exige: “AMAR A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO!”

Sendo assim, a Lei exige UM AMOR PERFEITO A DEUS E AO TEU PRÓXIMO!
Estes dois mandamentos não podem ser separados, pois quem ama a Deus ama também seu próximo. E quem não ama seu próximo não ama a Deus. Por isso o Espírito Santo diz (Rm 10.8-10): “O cumprimento da Lei é amor”!
Jesus Cristo não dá uma longa lista de exigências! Este ensino é tão simples, que até nossas crianças podem entender! Mas, apesar de ser simples de entender não é simples para cumprir a Lei.
Seria simples cumprir a Lei se, por natureza, você não fosse inclinado a ODIAR a Deus e ao teu próximo (D2 P&R 5).
A Escritura diz: O homem por natureza odeia a Deus. O Espírito Santo diz (Rm 8.7): “O pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à Lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus!
Deus nos mostra que, POR NATUREZA, todo homem é inimigo de Deus: Odeia a Deus!
A Escritura diz: O homem por natureza odeia o seu próximo. O Apóstolo Paulo escreve a Tito (3.3): “Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros.”
Preste bem atenção nestas palavras: Você por natureza não consegue amar a Deus nem ao seu próximo! O Seu ódio por Deus e por seu próximo é um problema DA SUA NATUREZA CAÍDA!
Por exemplo: Por natureza você sente fome. Por natureza você sente sede. Por natureza você sente frio ou calor. Estas coisas são sentimentos naturais. Da mesma forma, depois da Queda, por natureza o homem sem Cristo odeia Deus!
Isto significa que você (como homem natural) não pode evitar odiar a Deus e ao teu próximo, da mesma forma que você não pode evitar ter fome, sede, frio ou calor. Isto significa que o homem não pode cumprir o mandamento de Deus que é o amor (Rm 13.8-10).
Veja quantas vezes você em seus pensamentos desrespeita seus pais ou autoridades, quando se ira pecaminosamente contra seu marido, esposa ou filhos, quando tem um pensamento impuro, quando tenta tirar proveito a custa do teu próximo, quando mente, quando fala de forma não edificante sobre seu irmão: Tudo isto são manifestações de falta de amor e de ódio contra Deus e seu próximo.
Agora veja o que Deus exige na Lei e responda: Posso cumprir perfeitamente a Lei? Não, não e não! Esta será a tua sincera resposta!
Cada pecado que o homem comete é uma manifestação de ódio contra Deus. Cada vez que você quebra um dos mandamentos do Senhor você diz a Deus: EU NÃO CONSIGO TE AMAR DE TODO CORAÇÃO, TODA A ALMA E DE TODO ENTENDIMENTO.
Deus utiliza a Lei como Grande Farol para iluminar os nossos olhos espirituais (Sl 19.8), a incapacidade do homem cumprir a Lei faz o homem saber como grande e profundo é seu pecado e miséria.

3. Deus nos faz saber nossos pecados e miséria: Ele faz isto para nossa Consolação na Vida e na Morte

Agora, por que Deus nos revela o nosso pecado e miséria? Será que Deus trouxe você aqui neste culto apenas para mostrar como você, em si mesmo, é um pecador miséravel e perdido. Será que Deus nos trouxe aqui somente para nos humilhar e fazer sofrer? A resposta é: NÃO!
Lembre-se do Dia do Senhor 1 do Catecismo de Heidelberg. Nele aprendemos que a primeira coisa que você deve saber para viver e morrer no Ùnico Consolo é: Saber como são grandes seus pecados e miséria!
Deus trouxe você aqui para levar você a DESFRUTAR DO ÚNICO CONSOLO NA VIDA E NA MORTE. Mas o caminho para o consolo passa primeiro pela miséria!
Uma vida e uma morte no Consolo de pertencer a Cristo somente pode ser desfrutado se você conhece sua miséria e perdição em Adão.
Você só pode ter consolação na cura de uma terrível doença se conhecer que está terrivelmente doente, por isso, Deus revela a você sua miséria e pecado: para consolar você na salvação que Dle deu a você em Cristo.
Por isso, receba as exortações da Lei que mostra o seu pecado e miséria, para fazer você desfrutar do CONSOLO EM JESUS CRISTO.
Deus é amor! Deus não quer a perdição do pecador. Ele com sua Lei quer que o pecador sinta o peso da sua miséria e corra, se jogue nos pés do Salvador JESUS CRISTO e clame por SALVAÇÃO!
Deus é amor! Por isso, todo Domingo, Ele na liturgia do culto nos lembra a Sua Lei e se revela como o Deus Todo-Poderoso, que nos tirou da escravidão de nossos pecados e miséria. Deus quer que Sua Igreja desfrute e goze ao máximo do Único consolo na Vida e na Morte.
Deus é amor! Ele com Sua Lei quer que todos os homens recebam as BOAS NOVAS DE SALVAÇÃO e SEJAM SALVOS. Salvos DOS PECADOS E MISÉRIA APENAS PELA FÉ EM CRISTO JESUS! Vamos agora louvar o Senhor com o Salmo 19. Amém.

Nenhum comentário: