terça-feira, 22 de abril de 2008

Pregações em Filemom (Parte IV): Chamo você a ser obediente

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre Fm 21-25

Texto: Fm 21-25
Leitura: Fm 1-25

Amada Igreja de Cristo e visitantes,

Bem, chegamos ao final das pregações em Filemom. E o Espírito Santo até agora tem falado grandes coisas para você nessa pequena Carta.
É maravilhoso como os pedidos inspirados do Apóstolo Paulo a Filemom transferem tantos ensinos práticos para a vida da Igreja de Cristo hoje.
É impressionante, por exemplo, os chamados de Deus contidos nesta Carta para você:
Deus chamou você a desfrutar e promover a paz de Cristo entre os irmãos. A praticar o amor e a fé para com Cristo e para com seus irmãos, por meio, do compartilhar dos seus dons. E Deus chamou você a exercitar o perdão recebendo seu irmãos em Cristo, não por obrigação mas por livre e espontânea vontade.
Muitos chamados de Deus para você em apenas 20 versículos! Mas, você pensa que acabaram o ensino e os chamados de Deus para você? Não!
Ainda faltam mais 5 versículos para acabarmos essa série de sermões em Filemom. Faltam as saudações finais e a bênção Apostólica para a igreja de Cristo na casa de Filemom.
Então, alegre-se e prepara-se para mais ensino e chamado de Deus para você. Por isso, Deus proclama a sua Igreja o Seu Evangelho no seguinte tema:

Chamo você a ser obediente

1. Estimulando o ensino
2. Assintindo o Ministério da Palavra
3. Confiando na Graça do Senhor Jesus Cristo

1. Chamo você a ser obediente: Estimulando o ensino

Obediência é um poderoso estímulo para o ensino. O Espírito Santo ensina isto nas palavras do v. 21, pois no original encontramos o texto da seguinte forma: “estimulado por tua obediência escrevi a ti”.
E a palavra obediência refere-se a obediência ao Evangelho de Cristo que Paulo ensina. Assim você pode ver que foi a obediência de Filemom ao Evangelho, que estimulou o Apóstolo a escrever a Carta a Filemom, pedindo a Filemom coisas tão difíceis como receber e perdoar Onéssimo.
Mas, o Espírito Santo usou a obediência de Filemom para ensinar, por meio dos pedidos de Paulo, a vontade Deus para vida de Filemom e para a Sua Igreja.
O Espírito quer ensinar a você uma coisa: Existe dois modos de você estimular seus oficiais a ensinar a Palavra de Deus à Igreja.
O primeiro é mostrando uma vida de desobediência. A sua desobediência estimula seus pastores a instruir você mais e mais, porque o ensino é um dos meios para mudar sua vida.
Porém, este modo é traumático, porque produz cansaço e tristeza para os oficiais da igreja.
O segundo modo de estimular seus oficiais ao ensino é seu testemunho de obediência. A sua obediência à Palavra estimula seus pastores a instruir você mais e mais. E este modo não é traumático, porque produz ânimo e alegria para os oficiais da igreja.
Este é o modo utilizado por Filemom. Filemom pela graça de Deus mostra mais um bem para Cristo: a Obediência. Obediência que não deixava dúvidas quanto ao atendimento das Palavras do Apóstolo. O Apóstolo Paulo diz: “sabendo que farás mais do que estou pedindo”.
Agora tem uma pergunta de Deus para você: Qual desses dois modos você usa para estimular os seus pastores a ensinar? O primeiro ou o segundo?
Pare e pense, pois isto é muito importante para sua vida, para seus oficiais e para a Igreja toda!
Você deve se preocupar como você está estimulando seus oficiais a ensinar você, porque a vontade de Deus para você é a seguinte (abra a Palavra em Hb 13.17):

“Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros.”

Amado irmão e irmã, não é proveitoso para você estimular o ensino por meio da desobediência! Se alguém escolhe esse modo prejudica os oficiais e prejudica a si mesmo.
Prejudica seus oficiais, porque ao invés de vigiarem com alegria a sua alma, passarão a vigiar com tristeza, com lamento. E, além disso, serão tentados por você a fazer o trabalho de pastoreamento com reclamação.
Prejudica a você mesmo, porque quando você é desobediente e insubmisso ao ensino bíblico dos seus pastores, na verdade, você é desobediente e insubmisso Àquele a quem os seus oficiais vão prestar conta: A Cristo Jesus, o Grande Pastor das ovelhas.
Você quer estimular os seus pastores, ou seja, o ministro e os presbíteros, a ensinar a Palavra a você e a igreja? Sim? Então, demostre claramente uma disposição para obedecer a Palavra de Deus ensinada por eles.
Esse é um passo muito importante para promover o ministério do ensino na Igreja: a sua manifestação de obediência!
Saiba meu irmão e irmã, que quanto você mostra claramente que é um cristão disposto a obedecer o ensino da Escritura, você de verdade diz aos seus oficiais:
Ensinem mais! instruam mais! Vão em frente com ânimo e alegria no ministério do ensino, que Cristo deu a vocês!

2. Chamo você a ser obediente: Assistindo o Ministério da Palavra

O Apóstolo Paulo continua (v.22):

“E, ao mesmo tempo, prepara-me também pousada, pois espero que, por vossas orações, vos serei restituído.”

Filemom é um amado cooperador. Durante toda carta vemos esse testemunho sendo manifestado: Filemom é um instrumento de Deus para reanimar os santos. Filemom é motivo de ações de graças, de alegria, de conforto e de reanimação para o Apóstolo Paulo.
Todo esse bom testemunho de amor e fidelidade para com Cristo e a todos os santos deixa o Apóstolo à vontade, para pedir assistência a Filemom: um quarto de hóspede para sua estada em Colosso.
Agora entenda, que essa “pousada” não é uma simples pousada para um irmão. Mas é uma “pousada” para um Apóstolo de Cristo. É uma “pousada” que manifesta assistência ao Ministério da Palavra.
É tão bom quando o seu testemunho de obediência deixa os seus oficiais à vontade, para pedir a você assistência ao Ministério da Palavra – E nesse momento não pegue logo no bolso da sua calça ou na carteira, porque assistência ao Ministério da Palavra é muito mais do que dar ofertas.
A assistência a esse Ministério envolve coisas como, por exemplo:
Mostrar amor a Cristo sendo hospitaleiro com àqueles que ministram a Palavra a você. Quantas vezes você convidou o seu pastor, presbítero ou diácono para comer algo em sua casa?
Não pense que os oficiais só podem visitar sua casa para fazer visitas pastorais! Quando você manifesta hospitalidade aos oficiais é pura manifestação de amor a Cristo e assistência ao Ministério da Palavra.
Outro exemplo: assistência ao Ministério da Palavra com orações! Deus quer que você invista tempo em oração pelo Ministério da Palavra!
As vezes os crentes se preocupam mais em mostrar que sustentam o seu pastor por meio do dinheiro no bolso, ao invés, de primeiramente, mostrar que sustentam seu pastor por meio dos joelhos no chão!
É muito bom e importante que seus pastores saibam que você ora por seus ministérios. Seus pastores precisam que você coloque seus joelhos no chão em favor deles!
Isto dará confiança e poder para o pastor pregar com ousadia o Evangelho de Cristo! Veja que o Apóstolo Paulo escreve esperançoso que pela obediência dos crentes na oração ele seria libertado:

“prepara-me também pousada, pois espero que, por vossas orações, vos serei restituído”

Lembre-se que pregação e oração são coisas que não se separam (veja por favor Mt 9.37,38; At 6.4; Cl 4.2,3):
Jesus Cristo diz que a oração será o meio para que Deus mande mais pregadores do Evangelho para o mundo. O ofício de diácono foi instituído na Igreja Cristã, para que os Apóstolos pudessem se dedicar integralmente “à oração e ao ministério da Palavra” (At 6.4). E o Apóstolo Paulo chama a igreja a orar para que Deus promova a pregação do Evangelho.
Então, você tem sido obediente na assistencia do Ministério da Palavra com suas orações? Quanto tempo você investe orando em favor daqueles que estão ensinando e pregando a Palavra a você e ao mundo?
Meu irmão em Cristo, Deus chama você e toda a igreja a viver fervorosamente em oração pelo Ministério da Palavra: nos cultos, nas reuniões de oração e em casa.
Veja que o Apóstolo confia no poder da oração dos crentes ao ponto de esperar que seja restituído para Igreja segundo a vontade de Deus.
Seja obediente nisto, porque quanto mais oração pelos seus pastores, mais poder na pregação, mais oportunidade para proclamação do Evangelho, mais estímulo para os pregadores e mais assistência para o Ministério da Palavra. Resumindo: mais bênçãos para a Igreja de Cristo!
Bênção para a igreja mesmo! No caso da igreja na casa de Filemon, o Apóstolo Paulo seria restituído e isto significava mais ensino da Palavra para aquela igreja. Mais pregaçôes vindas do Céu para, em Cristo, santificar o povo e salvar pecadores.
Então, citei dois exemplos para você, mas existe mais exemplos de assistência além de hospitalidade e oração. E agora Deus pergunta a você: COMO e QUAL a assistência que você está dando ao Ministério da Palavra? Qual exemplo você pratica além desses dois? Responda isto a Deus em seu coração.

3. Chamo você a ser obediente: Confiando na Graça do Senhor Jesus Cristo

O Apóstolo encerra a Carta comunicando as saudações dos seus cooperadores: Epafras, que estava preso com o Apóstolo, Marcos, Aristarco, Demas e Lucas (v.23,24).
Agora, note que o Apóstolo fala de Marcos como seu cooperador. Quem é Marcos? Vá para At 13.13 e depois para At 15.36-40.
Marcos aqui é João Marcos. Aquele que abandonou Paulo e Barnabé na primeira viagem missionária. O Marcos que foi o motivo da separação de Paulo e Barnabé no início da segunda viagem missionária de Paulo.
E o que é interessante nisto? O interessante é que o Apóstolo chama Marcos de seu cooperador! O interessante é que Paulo mostra de modo bem prático o poder restaurador do Evangelho de Cristo!
O Evangelho de Cristo que é o poder de Deus, para restaurar relacionamentos quebrados pelo pecado!
O poder de Deus que salvou você, restaurando a relação de Deus com você em Cristo Jesus;
O Poder de Deus para restaurar em Cristo a sua relação com qualquer irmão ou irmã, que tenha sido afastado de você pelo pecado!
O Espírito Santo testemunha esse poder quando inspira Paulo a falar de Marcos como seu cooperador. E isto não é por acaso, especialmente, por que o Apóstolo escreve a Filemom com o objetivo de restaurar a relação de Filemom com Onésimo em Cristo.
Meu irmão, você crê neste poder restaurador do Evangelho de Cristo? Então, viva está fé na restauração dos seus relacionamentos na igreja, especialmente, na sua casa com seus parentes, marido ou esposa, filhos, ou com seu pai e sua mãe!
Agora, para você viver nessa Fé e nesse poder você precisa de uma coisa: “Você precisa da “graça do Senhor Jesus Cristo em seu espírito”! Deus chama você a obediência: Confiando na Graça do Senhor Jesus Cristo!
Deus diz a você, especialmente, aos visitantes que não estão em Cristo: o homem não tem o poder para restaurar relacionamentos quebrados! Na verdade o homem tem poder para quebrar relacionamentos: nisto o homem dá show-de-bola desde o Jardim do Éden!
O homem precisa da Graça do Senhor Jesus Cristo no seu espírito, para restaurar qualquer relacionamento quebrado! Isto significa que o homem precisa ser uma nova criatura em Cristo Jesus!
Se você não tem o Dom da Graça do Senhor Jesus Cristo em seu espírito, você pode até tentar restaurar seus relacionamentos, mas digo a você, que esta restauração não passa de uma gambiarra.
E essa gambiarra vai se quebrar, na primeira bronca que ocorrer entre você e a pessoa com quem você brigou, porque é uma obra do homem e não de Deus!
SE falta a Graça do Senhor Jesus Cristo no seu espírito, então você não conseguirá perdoar os que ofendem ou ofederam você! SE falta a Graça do Senhor Jesus Cristo, então, você só consegue quebrar relacionamentos e nunca consertar relacionamentos!
Então, Deus pergunta a você: Você já recebeu de Deus a bênção da Graça do Senhor Jesus Cristo em seu espírito? Se você recebeu, então, você já tem, em Cristo, o suficiente para promover a restauração de relacionamentos quebrados: dentro da igreja, da família e em outros lugares!
Se, você ainda não recebeu essa Graça, porque ainda vive fora de Cristo, então, Deus chama você ao arrependimento: Arrependa-se, creia no Evangelho e prove a Graça do Senhor Jesus Cristo no seu espírito!
Faça isto, pois Deus quer despedir você junto com Sua igreja com a seguinte bênção: A graça do Senhor Jesus Cristo seja com o vosso espírito. Amém!


Nenhum comentário: