segunda-feira, 10 de março de 2008

Pregações em Malaquias (Parte IV):Guardem-se para não serem infiéis ao SENHOR

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre Malaquias 2.10-16

Texto: Ml 2.10-16
Leitura: 1 Co 7.39; Mt 5.31,32


Amada Congregação do Senhor Jesus Cristo e visitantes,

Com a ajuda das novelas, dos filmes e da vida dos astros da tv, cinema, esporte e cultura o casamento e divórcio tornaram-se coisas vãs, vulgares e sem peso nenhum para a sociedade.
E essa vulgarização do casamento e do divórcio está penetrando na Igreja de Cristo. Quer ver uma coisa: É espantoso como tem crescido o número de crentes que olham o casamento como um simples contrato e olham com simpátia o divórcio.
E quando falo de divórcio não me refiro aos divórcios lícitos, aqueles produzidos por adultério ou abandono do lar. Nestes dois casos a Escritura permite que a parte traída e abandonada busque o divórcio, caso a reconciliação não seja possível.
Refiro-me ao divórcio sem a aprovação de Deus na Escritura aquele que é justificado, porque o marido diz: “Ah, estávamos nos desentendo todo dia, acabou o “amor” e para minha tranquilidade e tranquilidade dela busquei o divórcio!
Faça uma pesquisa entre os crentes: O que você acha sobre o divórcio? Você acha que a igreja deve permitir o divórcio entre os seus membros?
Não se espante se muitos crentes responderem: Ah, acho algo normal o divórcio, ou, Ah se o casamento não está dando certo, se falta amor, então, não vejo problema os membros da igreja se divorciarem!
Os membros da igreja de Cristo devem ter uma visão clara sobre casamento e divórcio para se protegerem dos ataques de Satanás, do mundo e da carne.
E para o bem da Igreja de Cristo e glória de Deus: Eu proclamo a todos a mensagem do SENHOR no seguinte tema:

Guardem-se para não serem infiéis ao SENHOR, por isso:

1. Cuidado com quem você vai se casar!

2. Cuidado para não se divorciar!

1. Se guardem para não serem infiéis ao SENHOR: Cuidado com quem você vai se casar! (10-12)

Parece que pensar de forma raza e vã sobre casamento não era o ÚNICO problema da igreja dos nossos dias mas também dos dias de Malaquias.
Havia também nos dias da igreja de Malaquias um outro problema ligado a vulgarização do casamento: Era o problema de com quem os crentes buscavam se casar.
Em Ml 2.10-12 o SENHOR diz que dentro da igreja havia crentes que não se preocupavam com quem iam se casar. Membros que estavam buscando mulheres fora da igreja para serem suas esposas, ou seja, buscavam casamentos mistos.
Agora digo uma coisa importante: o casamento misto que falo não se refere ao casamente daquele irmão ou irmã, que já eram casadas com descrentes e foram alcançados por Cristo e a verdade do Evangelho.
Digo isto para tranquilizar você meu irmão e irmã que têm marido ou esposa descrente: relaxe pois Deus reconhece na Nova Aliança em Cristo essa sua relação e diz a você que não se separe, Deus santifica seu cônjuge e filhos por meio desta relação (1 Co 7.10-17)!
Agora vamos voltar para questão: Deus não vê a busca por casamento misto com bons olhos! Por que? Veja o texto (Ml 2.10):

“Não temos nós todos o mesmo Pai? Não nos criou o mesmo Deus? Por que seremos desleais uns para com os outros, profanando a aliança de nossos pais?

Para Deus casamento misto é a profanação da Aliança de Deus com o seu povo! Porque é casar com uma pessoa que não tem Deus como seu Pai, que não faz parte do povo que Deus criou para Si, de alguém que não é seu irmão espiritual!
Meu irmão em Cristo, Deus vai mais fundo e diz algo que deve arrepiar qualquer um que pense ser leve buscar casamento com pessoas fora da Aliança (veja Ml 2.11):

“Judá tem sido desleal, e abominação se tem cometido em Israel e em Jerusalém; porque Judá profanou o santuário do SENHOR, o qual ele ama, e se casou com adoradora de deus estranho”

Deus diz aos crentes infiéis que se casar com descrentes é: ABOMINAÇÃO. Quando Deus usa essa palavra Deus diz que para ele casamento misto é igual a idolatria, as condutas sexuais ilícitas!
Assim o casamento misto não é algo leve e aceitável para Deus, mas algo pesado e inaceitável! E o SENHOR dá o motivo para você porque o casamento misto é uma abominação: Porque profana “o santuário do SENHOR, o qual ele ama”.
O Santuário do SENHOR nesse texto é o povo do SENHOR. O SENHOR separou para Ele uma Sua porção de pecadores dentre toda massa da humanidade.
O SENHOR separou e consagrou essa porção de pecadores para que estes pecadores santificados pudessem servir a Deus e provar o Seu amor e cuidado paternal.
E o casamento misto profana essa porção santa! E por que profana? Porque no casamento o homem e a mulher ambos se tornam uma só carne!
Assim, quando um crente, que faz parte da “porção santa”, se casa com um descrente ocorre a mistura do santo com o profano, do puro com o impuro e assim a igreja é violada.
Meu irmão em Cristo, o SENHOR ama tanto a Sua igreja que Ele não suporta ver esta Igreja sendo violada por ninguém! E por isso veja o que o SENHOR promete a aqueles que buscam casamento misto (Ml 2.12):

“O SENHOR eliminará das tendas de Jacó o homem que fizer tal, seja quem for, e o que apresenta ofertas ao SENHOR dos Exércitos.”

O SENHOR promete “eliminar das tendas de Jacó o homem que fizer” o casamento misto. A “tenda de Jacó” é a igreja de Deus e o cortar é o mesmo que excomungar.
Então, os que profanam o Santuário de Deus se casando com pessoas fora da Aliança, recebem a promessa de serem colocados para fora do povo de Deus!
Agora olhe para o texto e veja a expressão “seja quem for”. Esta expressão no original indica que o SENHOR excomungará da Sua Igreja aqueles que praticam, aqueles que estimulam e aqueles que consentem com o casamento misto de crentes com descrentes.
Meu irmão em Cristo você deve pensar numa coisa: Se a igreja dos dias de Malaquias, antes da morte de Cristo, já era considerada a “porção santa” do SENHOR.
Então, quanto mais agora quando Deus para santificar Sua Igreja matou o Seu Unigênito para santificar um povo para si, zeloso e de boas obras?
Se o casamento misto já era abominação ao SENHOR antes de Jesus Cristo ser morto e cumprir a promessa da Aliança, quanto mais agora depois do Amado Filho de Deus sofrer e derramar Seu sangue na Cruz para santificar você?
Por isso, ainda hoje, quando um membro da Igreja começa a namorar com pessoas de fora da Igreja toda a santidade da Igreja é ameaçada e posta em risco, porque este membro é parte da “porção santa” do SENHOR no Sangue de Jesus Cristo!
Saiba de uma coisa: Possa ser que você não tenha praticado o casamento misto, mas se você estimula, consente ou fica calado você é participante da profanação do santuário de Deus e, por isso, recebe do SENHOR a promessa de excomunhão da igreja.
Por isso, não somente os oficiais, mas é uma tarefa de cada membro da igreja reprovar e exortar em amor os seus irmãos que buscam se casar com descrentes!
Agora vou para você que tem filhos: Você tem ensinado aos seus filhos e filhas que o SENHOR abomina o namoro e casamento de crentes com descrentes?
Não espere ensinar ao seu filho ou filha quando seu filho ou filha chegar para apresentar o gatinho ou gatinha descrente, adorador de deus estranho, como seu namorado ou namorada.
Veja o que o SENHOR promete ao seu filho: Excomungarei você do meu povo! Você deve buscar ensinar a seus filhos o mais cedo possível que casamento misto é abominação ao SENHOR, para livrar seu filho da dor da excomunhão.
O Conselho da Igreja também deve ensinar sobre namoro e casamento misto e ter regras definidas, para tratar com membros e congregados, que namoram e buscam se casar com incrédulos.
Veja que em Ml 2.12 o SENHOR alerta os oficiais, pois Deus diz que não tem dois-pesos-e-duas-medidas, por isso, nem os pastores e líderes da igreja serão poupados da excomunhão caso busquem o casamento misto ou sejam omissos em alertar o povo!
Nestas palavras o SENHOR mostra Seu amor pela igreja. O Senhor quer afastar você do perigo com estas palavras e quer preservar Seu povo santo, por isso promete algo tão pesado.
Deus chama a Sua igreja: Se guarde para não ser infiel ao SENHOR tendo o Cuidado com quem você vai se casar!

2. Se guardem para não serem infiéis ao SENHOR: Cuidado para não se divorciar!

Havia um segundo e seriíssimo problema na igreja nos dias de Malaquias: Muitos crentes praticavam o divórcio.
Veja que o problema de divórcio na igreja não é uma praga dos tempos modernos, mas já está presente na igreja dos tempos de Malaquias.
Parece que os crentes daqueles dias estavam considerando o casamento como algo leve, um simples contrato que poderia ser terminado quando não fosse mais do interessante às partes.
Incrível que hoje muitos ditos cristãos também têm esta mesma consideração sobre o casamento.
Hoje não se pensa muito para se acabar o casamento: Ah, se não der certo agente se separa, acabou o amor acabou o casamento! São justificativas que hoje são usadas por cristãos.
Saiba que se você tiver uma baixa consideração sobre o casamento seu fim será o divórcio: Essa é uma verdade na época de Malaquias ou na nossa época (veja nos vs. 13-16).
Mas o SENHOR queria e quer guardar o seu povo desse mal abominável e mostra as consequências do divórcio para a igreja e seus membros (veja Ml 2.13):
Lendo estes textos você deve ter muito cuidado para ter seu casamento em alta estima e não achar o divórcio coisa banal e deve se guardar desse mal terrível.
Por que? Primeiro, o SENHOR repudia aquele que pelo divórcio repudia sua esposa ou seu marido! Veja isto em Ml 2.14:

“E perguntais: Por que? Porque o SENHOR foi testemunha [da aliança] entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança.”

O SENHOR diz que as lágrimas, o choro e gemido dos infiéis é porque Deus não recebe a oferta deles. E sabe porquê Deus não recebe nem se alegra a oferta deles? Por causa da deslealdade, da violação da aliança, do divórcio ilícito.
Assim um crente que se divorcia fora da vontade de Deus é desleal ao seu cônjuge e o SENHOR que foi testemunha do seu casamento, casamento que é uma aliança, O Senhor repudia esse crente que pratica a deslealdade do divórcio.
Meu irmão em Cristo, ninguém com uma pequena porção de bom senso vai ser simpático ao divórcio depois dessas palavras. E é isto o sentido do v.15a:

“Não fez o SENHOR um, mesmo que havendo nele um pouco de espírito?

Este é um verso difícil de traduzir do hebraico, mas podemos dizer que o SENHOR quer expressar que só um louco pensa em praticar o divórcio!
Somente “um louco” não consegue perceber a importância de estar em comunhão com o SENHOR e a tristeza de ser repudiado por Deus!
Agora, chamo sua atenção para a segunda parte do v. 15, para dar a você um exemplo de alguém que não foi louco em praticar o divórcio. O texto de Ml 2.15d diz: “E porque somente um? Ele buscava a descendência que prometera.”
Esta parte pode ser entendida como uma referência a “alguém bem conhecido” da igreja, que não repudiou a sua esposa porque buscava do SENHOR “a descendêndia prometida”, ou seja, a descendência que pertence a Deus”.
E quem foi este “bem-conhecido”? Foi nosso Pai Abraão! Abraão não repudiou Sara para ficar com Hagar, pois Abraão recebeu a promessa que por meio de Sara o SENHOR o faria pai de uma grande nação (vejam Gn 17.19,21)!
Assim por causa da Fé na Palavra do SENHOR Abraão não agiu como um louco: não repudiou sua esposa e buscou a descendência que pertencia a Deus!
Essa fidelidade de Abraão foi a felicidade da Igreja de todas as épocas, porque foi por meio da “descendência prometida a Abraão, que veio o descendente da mulher, Jesus Cristo, o Salvador da igreja de Deus! O SENHOR fala isto à igreja da época de Malaquias.:
Vamos concluir com Ml 2.15,16. Veja algumas coisas interessantes:
Primeira, o SENHOR diz v. 15: cuidai de vós mesmo. Isto significa que deve haver atenção, cuidado para ser fiel ao seu cônjuge.
E o interessante é que Deus chama a atenção do marido! Porque do marido? Primeiro porque eram os maridos que estavam buscando o divórcio!
Segundo, porque deve ser o marido o primeiro a ser atento, cuidadoso para manter seu casamento.
Deus diz a você marido: Você é o cabeça do seu lar. Por isso, você deve ser o mais atento, o primeiro para guardar o seu casamento!
Muitos casamentos são desfeitos porque os maridos não fazem seu papel. Maridos que acabam seu casamento diretamente ou indiretamente. Diretamente repudiando sua esposa e buscando outra.
Indiretamente não exercendo a liderança do lar em amor, não cuidando da sua esposa como deve cuidar.
Por exemplo: Tem maridos que não se esforçam para sustentar sua família adequadamente e, por isso, forçam sua esposa a trabalhar fora de casa e debaixo da autoridade de outro homem. Dizem eles: Minha mulher tem que trabalhar fora porque o dinheiro está curto!
Outros maridos que quando a mulher bate o pé e diz: Não fui feita para ficar entre quatro paredes e cuidar de crianças! Este tipo de marido logo justifica a sua covardia e irresponsabilidade dizendo: É se eu não deixar ela trabalhar ela vai me deixar!
Será que estes tipos de maridos estão cumprindo o mandamento do SENHOR dado em Ml 2.15?
Meu irmão em Cristo, cuidado para você ao mandar sua esposa trabalhar fora de casa não esteja pondo sua esposa em tentação! Cuidado para você não joguar sua esposa nos braços do chefe dela, porque falta, não dinheiro em sua casa, mas porque falta esforço e criatividade de sua parte para melhorar a renda do seu lar.
Se o dinheiro PARECE está curto não pense primeiro em mandar sua esposa trabalhar fora de casa, procure primeiro os diáconos da Igreja e busque sabedoria para melhorar a renda da sua família.
Meu irmão em Cristo, se você tem dificuldade de exercer a liderança de sua casa e deixa sua esposa ser rebelde ao mandamento do SENHOR, que diz: Mulheres, sede submissas aos vossos maridos no Senhor!”
Busque os presbíteros da igreja para orientar você e sua esposa nessa questão. Não faça corpo mole, não deixe sua covardia e a rebeldia da sua esposa violarem o seu casamento e trazer a maldição de Deus sobre sua casa.
Agora tenho uma palavra para as esposas: O SENHOR menciona somente o marido em Ml 2.15. Mas isto não significa que você está fora desse mandamento.
Você esposa deve cuidar, ter atenção para ser fiel ao marido da sua mocidade. Essa responsabilidade é sua também e não só do seu marido. Como vão seus sentimentos para com o seu casamento, com seu esposo?
Veja que o diabo primeiro foi a eva, para chegar em Adão e tentar acabar com a obra de Deus. Você não pense que o diabo deixou de usar essa estratégia.
Por isso, se o seu sentimento por seu marido, por seu casamento está sendo atacado não fique calada, mas busque ajuda no Senhor. Isto significa converse com seu esposo os problemas, busque apoio na comunhão dos santos, busque seus pastores com seu marido.
Também, não deixe o cuidado com seu marido e filhos cairem. Muitas esposas são infiéis lançando os seus maridos no braço de outra. Sabe como?
Não busca devotar ao seu marido o cuidado e serviço devido no SENHOR Jesus Cristo. Dou algumas dicas para você:
Não deixe o seu marido chegar do trabalho e só ouvir de você reclamação, ou sentir em você o cheiro do desodorante vencido, e ver você desarrumada. Não deixe seu marido buscar a comida mau feita e fria no fogão. Faça ele perceber o seu cuidado e amor no Senhor para com os seus filhos.
E ainda por cima de tudo isto: Não deixe seu marido dormir com uma “pedra de gelo” ao invés de uma esposa amável e calorosa. Estas coisas são manifestações da sua fidelidade a ML 2.15.
Deus pergunta a você marido e mulher cristãos: Você tem praticado o mandamento do SENHOR de Ml 2.15? Você tem sido atento e cuidadoso para manter seu casamento?
Seu Pai Celestial odeia o divórcio! Seu Pai diz que odiará você se você se separar da sua esposa ou do seu esposo!
O fato do divórcio ser algo abominável a Deus e algo que ameaça sua vida é mais que suficiente, para você lutar com todas as forças, para repudiar o divórcio e manter o seu casamento conforme a Vontade de Deus!
“Portanto, cuidai de vós mesmos, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade… portanto, cuidai de vós mesmos e não sejais infiéis.”
Meu irmão em Cristo, o SENHOR é enfático para proteger você do divórcio. O SENHOR ama você, seu irmão ou irmã com quem você está casado.
O SENHOR ama os frutos do seu casamento: os pequeninos da Aliança. O SENHOR ama Sua Igreja, Sua porção santa, a descendência que pertence a Ele!
Lembre-se: Você é a porção santa e descendência de Deus. O SENHOR ama você e sempre quer o seu bem!
Por isso, Guardem-se para não serem infiéis ao SENHOR! Que o SENHOR abençoe você e guarde você em fidelidade a Ele. Amém.

Um comentário:

harobedlp SZ disse...

Olá gostaria muito de receber uma instrução sobre o divorci tem algum e-mail n qual posso enviar a minha dúvida?
o meu e-mail é harobedlp@uol.com.br