quarta-feira, 5 de março de 2008

Pregações em Malaquias (Parte III): Eu, o SENHOR, tenho uma aliança com vocês

Sermão preparado pelo Rev. Adriano Gama sobre Ml 2.4,5

Texto: Ml 2.4,5

Leitura: Ml 1.6-14; 1 Pe 2.4-10

Amada Congregação do Senhor Jesus Cristo e visitantes,

Depois do SENHOR revelar o pecado dos sacerdotes infiéis e amaldiçoar os enganadores Ele vai e chama os sacerdotes a fidelidade.
Agora: fidelidade a quê? Fidelidade a aliança que o SENHOR tem com estes sacerdotes. Veja os textos 4 e 5.
Assim o SENHOR lembra aos sacerdotes e mostra para você que existe uma aliança firmada pelo SENHOR com todos os seus sacerdotes.
Eu proclamo a todos o Evangelho do SENHOR no seguinte tema:

Eu, o SENHOR, tenho uma aliança com vocês

1. Uma aliança que chama a fidelidade
2. Uma aliança que promete maldição
3. Uma aliança de vida e paz

1. Eu, o SENHOR, tenho uma aliança com vocês: Uma aliança que chama a fidelidade

A leitura dos vs. de Ml 1.6-14 revela o alto grau de infidelidade dos sacerdotes em seu serviço para Deus. Os sacerdotes desprezam a Deus no que fazem, porque desprezam o SENHOR no que pensam.
E o SENHOR não faz vista grossa, não passa a mão por cima da cabeça nem esconde o pecado dos seus oficiais. Deus chama os sacerdotes a se converterem do pecado:

“[1] Agora, ó sacerdotes, para vós outros é este mandamento. [2] Se o não ouvirdes e se não propuserdes, no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração.…

Nos v. 1 e na primeira parte do v. 2 o SENHOR dá um mandamento aos sacerdotes: “Vocês devem propor em seus corações dar honra ao Meu Nome! (Veja o v.2):
Agora, note que o SENHOR tem um objetivo quando dá o mandamento: é para que a aliança dele “continue com Levi” (v. 4):

[4] Então, sabereis que eu vos enviei este mandamento, para que a minha aliança continue com Levi, diz o SENHOR dos Exércitos.

Devemos definir bem as coisas aqui: A aliança que o SENHOR tem com os sacerdotes é de serviço, por isso Ele define esta aliança como “aliança com Levi”. O mandamento é para que os sacerdotes possam continuar dentro dessa aliança.
Meu irmão em Cristo e visitantes, Deus com isto mostra a você que viver em aliança com Deus não é o mesmo que viver sem compromisso de fidelidade com Deus!

Esta verdade se aplica também à Nova Aliança de Deus com Sua nação sacerdotal: a Igreja. Lembre-se: na Nova Aliança em Cristo você é um sacerdote e você é chamado à fidelidade (abra 1 Pe 2.5):

“... também vós mesmos [igreja], como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo”.

Assim: Não pense que Deus suporta dentro da Aliança no sangue de Cristo pessoas que querem viver sem compromisso e infidelidade. Para você continuar dentro da Nova Aliança você deve permanecer fiel aos mandamentos do SENHOR!
Deus ensina a você pela Escritura a não confundir eleição soberana com a aliança do SENHOR. A doutrina da eleição é bíblica e o SENHOR a usa para consolar você no meio dos ataques e perturbações desta vida. Deus diz (Rm 8.30):

“E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou! ou seja: “Meu filho escolhi você e você vai chegar na glória”.

E na Aliança o SENHOR diz a você (Gn 17.1):

“Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito”, ou seja, tenho um pacto e seja fiel a meu mandamento!

Tem crentes que confundem eleição com aliança e assim pensam que Deus vai tolerar os seus pecados e sua vida de infidelidade, mas Jesus Cristo, o SENHOR da Nova Aliança diz (Jo 15.1,2,6):

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. [2] Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. [6] Se alguém não permanecer em mim, será lançado for a, a semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam”.

Nas palavras de Cristo dar fruto é ser fiel aos Seus mandamentos! E assim Jesus Cristo é claro para você está nEle, que é sacerdote da Nova Aliança: Seja fiel ou seja cortado!
Quem não entender a diferença entre Eleição e Aliança não vai entender as Palavras de nosso Amado Mestre Jesus Cristo.
Quem não entender Eleiçao e Aliança pode cair numa vida de libertinagem e pecado e provar a foice do Agricultor Divino!
Assim irmão: na Eleição o SENHOR dá a você a consoladora garantia de salvação eterna e na Aliança o SENHOR garante que é seu Deus e chama você a fidelidade!
O SENHOR pergunta a você: Como você tem atendido ao chamado da Aliança? Você tem sido fiel a mim? Você tem proposto em seu coração honrar o Meu Nome?
O SENHOR diz: Eu amo você e, por isso, dou a você meu mandamento e chamo você a fidelidade: Proponha no seu coração honrar o Meu Nome!

2. Eu, o SENHOR, tenho uma aliança com vocês: Uma aliança que promete maldição

Uma aliança tem mandamentos, obrigações e promessas. Estas promessas servem para estimular o compromisso de fidelidade à aliança firmada.
E uma das promessas é a maldição em caso da quebra da aliança. O SENHOR diz aos sacerdotes:

“[2] Se o não ouvirdes e se não propuserdes, no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração.
[3] Eis que vos reprovarei a descendência, atirarei excremento ao vosso rosto, excremento dos vossos sacrifícios, e para junto deles sereis levados.”

Veja a palavra “SE”: ela indica uma condição: Se você não faz isto, acontecerá aquilo”.
É igual quando seu pai ou sua mãe chega para você e diz: “Olhe SE você não fizer a sua tarefa de casa, você vai apanhar ou vai ficar de castigo!” A promessa de palmadas ou de castigo serve como um estímulo para você fazer a obrigação!
Nesse sentido o SENHOR usa a promessa de maldição do vs. 2, para estimular os sacerdotes a abandonarem o pecado e colocarem no coração o desejo de honrar o nome do SENHOR.
A maldição virá “SE” os sacerdotes não aplicarem em seu coração o mandamento do SENHOR.
Parece estranho falar que o SENHOR promete ao seu povo a maldição, principalmente, nos dias de hoje onde as pessoas pensam que DEUS É FIEL apenas para abençoar.
Mas, podem “tirar-o-cavalhinho-da-chuva” aqueles que pensam que DEUS É FIEL apenas para abençoar, porque a Escritura diz que DEUS É FIEL também para AMALDIÇOAR.
Na aliança mandamento e ameaça de maldição andam juntos. Agora eles andam juntos para quê? Para levar você à fidelidade. Dessa forma a ameaça é uma coisa ótima e é para o seu bem!
Veja o que SENHOR promete nos vs. 2,3:
Amaldiçoar a igreja, porque “amaldiçoarei as vossas bênçãos”. Isto tem a ver com a igreja, porque os sacerdotes levantavam suas mãos para abençoar a igreja e cada bênção dada por um infiel seria uma maldição para a igreja.
Amaldiçoar os filhos dos sacerdotes, porque “vos reprovarei a descendência”. Isto mostra que na aliança não há lugar para o individualismo. O pecado dos sacerdotes irá atingir também os seus descendentes.
Amaldiçoar os próprios sacerdotes, porque “atirarei excremento ao vosso rosto, excremento dos vossos sacrifícios, e para junto deles sereis levados.” Isso significa o fim do ministério e da vida dos sacerdotes infiéis. porque serão considerados imundos como as fezes das festas de sacrifícios do povo de Deus!
Assim o SENHOR revela que se você for infiel a maldição da aliança chegará sobre a Igreja, você e também sobre seus filhos. Agora note que depois destas ameaças o SENHOR diz (v. 4):

“Então, sabereis que eu vos enviei este mandamento, para que a minha aliança continue com Levi, diz o SENHOR dos Exércitos.

A frase “então, sabereis que eu vos enviei este mandamento” mostra que a maldição da aliança também revela que os sacerdotes estão fora da vontade de Deus: É como se o SENHOR dissesse:
Estão vendo vocês? Sabe porque você está apanhando? Você está apanhando porque não cumpriu o mandamento que dei a você! Entenda meu filho, minha filha: Desobediência dói!
Esta mensagem é também para todos nós, porque o SENHOR na Nova Aliança promete maldição para colocar você longe de uma vida de desobediência (veja Hb 10.26-29).
Nesse texto (v. 29) Deus revela a promessa de maldição: “de mais severo castigo” para o crente na Nova Aliança.
Mais severo, que a maldição que foi prometida aos sacerdotes infiéis de Israel, porque um crente que vive em pecado profana o sangue da Nova Aliança, o Sangue de Cristo, com o qual foi santificado!
Meu irmão em Cristo, você deve ter mais receio de viver em pecado contra Deus que os sacerdotes da Antiga Aliança.
Por que? Porque os sacerdotes da Nova Aliança não foram consagrados com sangue vil, de animais, mas pela aspersão do precioso Sangue de Cristo Jesus!
Deus ama a Igreja, os seus filhos e a você, por isso Deus promete “a maldição da aliança” a você, para afastar você do pecado e para estimular você a colocar em seu coração: O ARDENTE DESEJO DE HONRAR O NOME DO SENHOR!
É bom para você ouvir estas palavras neste culto, porque precisamos ser alertados sobre a seriedade da aliança: o SENHOR mostra o perigo de se viver uma vida de DESOBEDIÊNCIA no ofício que recebemos dEle.
O SENHOR ensina a você o Seu amor para com a Igreja, um Deus que não quer nos fazer sofrer, por isso nos revela a maldição da aliança. Por isso, se sinta amado e guardado por Deus quando Ele lembra e promete a você a maldição da aliança.
E se você vive em desobediência sinta o chamado de Deus antes que chegue o dia do desprezo eterno! Sinta o chamado do SENHOR Deus que quer que desfrutemos sempre de VIDA e PAZ com Ele.

3. Eu, o SENHOR, tenho uma aliança com vocês: Uma aliança de vida e paz.

“[5] Minha aliança com ele foi de vida e de paz; ambas lhe dei eu para que me temesse; com efeito, ele me temeu e tremeu por causa do meu nome.”

O SENHOR diz: Minha aliança consiste nisto: que vida e paz foram garantidas e concedidas a Levi!
No original a palavra “paz” é “shalom” que não significa apenas tranquilidade, mas salvação, ou seja, a soma de todas as bênçãos de Deus para nosso bem estar!
O SENHOR para levar os sacerdotes a temer e honrar o Seu Nome garante e concede vida e salvação pactual para os sacerdotes da Antiga Aliança.
Muito bonito isto: Vida e paz, a essência da Aliança com os sacerdotes, foram dadas para estimular os sacerdotes antigos à fidelidade.
E Deus usa esta essência e o testemunhos de fidelidade dos sacerdotes do passado, para chamar os sacerdotes infiéis dos dias de Malaquias ao arrependimento.
Deus diz que os sacerdotes fiéis se humilharam na presença do SENHOR, eles cumpriram fielmente seu chamado: os sacerdotes antigos ensinaram a verdadeira instrução do SENHOR, andaram com o SENHOR em fidelidade aos mandamentos, e da iniquidade separou a muitos, ou seja, foram fiéis mensageiros do SENHOR!
Meu irmão, se a essência da aliança de Levi (vida e paz) foram uma alavanca para os sacerdotes antigos desempenharem fielmente o seu chamado, então, muito mais alavancado você deve se sentir para viver uma vida de temor e tremor diante de Deus, porque somos sacerdotes de uma Aliança Superior: a Nova Aliança em Cristo!
Você desfruta de uma Aliança Sacerdotal mais excelente, porque é uma aliança de vida e paz (salvação) no Sangue de Cristo. O Senhor Jesus Cristo diz (Jo 10.10):

“O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância!

E o apóstolo Paulo diz:

“Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.

O SENHOR chama você a olhar a essência da Nova Aliança! Ele faz isto estimular os fiéis a serem mais fiéis, para chamar os infiéis ao arrependimento e para o bem de toda Sua igreja.

Conclusão:

Você meu irmão e minha irmã que têm se esforçado para dar um bom testemunho como um bom sacerdote de Cristo: Deus te promete vida e paz abundantes em Cristo!
Agora tenho em nome de Deus uma palavra para você que está na Aliança e pensa que pode viver do seu jeito e no seu caminho.
Amado irmão em Cristo, o SENHOR não dá uma opção aos sacerdotes, mas um mandamento, uma ordem! Uma mandamento radical.
Por que radical? Porque o SENHOR não quer uma mudança de aparência, o SENHOR quer uma mudança na raiz, ou seja, no coração: a conversão de um coração descompromissado e infiel para um coração compromissado e fiel ao SENHOR!
“Proponham no seu coração honrar o Nome do SENHOR, para viver na Aliança de Vida e Paz em Cristo!
Compreenda que a aliança chama você à fidelidade. Uma aliança que permite você viver a vida de seu jeito é algo que não encontramos na Escritura!
Pare para pensar: Por que os sacerdotes deveriam ser fiéis ao mandamento de Deus? Por que Deus nunca disse a eles: Vivam do seu jeito meus filhos, façam o que bem entenderem em seus casamentos, nos seus trabalhos e na igreja!
Deus não diz isto para você, porque Deus não fez uma aliança com você para que você viva do seu jeito, mas para que você viva do jeito de Deus, em FIDELIDADE A ELE!
Deus quer respostas de você: Qual o compromisso que você tem comigo? Você tem o compromisso de viver para ser fiel a Minha Aliança? Você tem sido fiel ao Meu mandamento ou tem sido fiel ao seus pensamentos? Você tem proposto em seu coração honrar o Meu Nome?
O SENHOR chama você a responder estas perguntas. O SENHOR em Cristo tem com você uma aliança superior: a Nova Aliança no sangue de Cristo: Uma Aliança de Vida e Paz superabundantes no Sangue de Cristo!
Neste sangue você foi santificado, para uma vida de obediência a Deus como um sacerdote fiel ao mandamento do SENHOR.
Deus também chama a atenção dos visitantes que ainda não tem um compromisso com Cristo: Somente em Cristo você pode desfrutar de verdadeira Vida e Paz!
Não pense que somente vindo à Igreja aos domingos você terá vida e paz: Deus garante vida e paz somente para os seus sacerdotes em Cristo Jesus. Amém!

Nenhum comentário: