sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Pregações em Malaquias (Parte I): Eu, O SENHOR, Amo Você!

LEITURA: Rm 9.1-13
TEXTO : Ml 1.1-5


Amada Congregação do Senhor Jesus Cristo,

Hoje começamos uma série de PREGAÇÕES no Livro do Profeta Malaquias. E o SENHOR tem muito a nos REVELAR POR MEIO DAS MÃOS DO SEU MENSAGEIRO.
O SENHOR pronuncia A PROFUNDIDADE DE SEU AMOR POR NÓS: SEU POVO! Amor que O LEVA a cumprir seu plano de Salvação.
O texto que acabamos de ler em Malaquias é falado ao povo de Deus, que já havia retornado do Exílio em Babilônia. Tudo está reconstruído: cidades, Jerusalém e seus muros e o segundo Templo do SENHOR.
Os sacerdotes trabalham, o povo leva para Deus os seus sacrifícios, o culto a Deus já é praticado regularmente no Templo, há um sistema administrativo com governantes. Toda vida social está ativa: Comércio funciona, famílias moram em suas casas, casamentos acontecem.
O povo de Deus em sua terra novamente depois de longos anos. A vida da nação de Israel está ativa como qualquer nação DO mundo. Prestem atenção na expessão “Do mundo”. Por que? Porque Israel não vive como uma nação DO SENHOR, mas uma nação DO MUNDO!
Malaquias profetiza a um povo que TEM DÚVIDAS DO AMOR DE DEUS; que DESPREZA ao seu SENHOR; que tem Sacerdotes infiéis. Um povo cheio de casamentos de crentes com descrentes. Um povo desleal nos seus casamentos. Um povo que pratica injustiças contra o trabalhador humilde, as viúvas, órfãos e estrangeiros. É feio o quadro pintado por Malaquias da situação espiritual da igreja.
Mas, o SENHOR NÃO FICA CALADO. Ele levanta um MENSAGEIRO para PRONUNCIAR o Seu AMOR, sua TRISTEZA, sua INDIGNAÇÃO, seu JUíZO e RESTAURAÇÃO.
A SENTENÇA de Malaquias é para a Igreja: Para a Igreja do tempo dele e para a IGREJA DE TODAS AS ÉPOCAS, para a IGREJA HOJE, porque se está Escrito é para nós que Está Escrito. Precisamos ouvir a mensagem do SENHOR QUE NOS AMA COM IMUTÁVEL AMOR.
Por isso, eu vos proclamo a MENSAGEM DO SENHOR no seguinte tema:

Eu, O SENHOR, Amo Você!

1. Com Declarado Amor
2. Com Verdadeiro Amor
3. Com Gracioso Amor

1. Eu, O SENHOR, Amo Você: Com Declarado Amor

“Setença pronuciada pelo SENHOR para Israel, por meio de Malaquias. Eu vos tenho amado, diz o SENHOR” (vs.1, 2a)
No primeiro versículo o SENHOR já mostra o que vem pela frente: uma censura, uma repreensão. E note que o SENHOR não está falando para o mundo: O SENHOR fala para Israel (v.1) que é Sua Igreja no Antigo Testamento. A igreja o SENHOR PRONUNCIA uma SENTENÇA.
Irmãos, Deus é um Deus que fala. Ele fala com Seu povo para manter Sua comunhão com Seu povo. O SENHOR fala para que Seu povo VIVA EM GRATIDÃO DENTRO DA ALIANÇA. Por isso o SENHOR fala e Censura Seu povo.
E Deus nos ensina algo aqui: Ele nos ensina como devemos tratar aqueles que os ofendem. Muitos crentes não imitam Seu Pai do Céu na pratica da disciplina cristã com seus irmãos. Muitos crentes quando se sentem ofendidos por um irmãos se cala, se fecha ao invés de buscar o ofensor para tratar o problema e restaurar a COMUNHÃO.
Veja o modo do SENHOR! o SENHOR é ofendido, mas Ele não deixa de buscar, não deixa de falar e não se fecha para os seus ofensores. O SENHOR busca o seu povo para falar, tratar do problema que quebra a comunhão e para restaurar a comunhão perdida!
Quando um crente se sente ofendido por um irmão e não busca o ofensor para tratar o problema e restaurar a comunhão, ele quer ser melhor que o Seu Pai do Céu! E isto é um absurdo!
Se o próprio SENHOR dos Exércitos busca e fala com pecadores que O ofenderam, quem sou eu, um miserável pecador, para deixar de buscar e falar com outro pecador que me ofendeu? Quem sou eu para deixar de buscar a RESTAURAR a COMUNHÃO COM MEU IRMÃO?
Quando você se sentir ofendido não se cale, mas busque e fale com quem te ofendeu, porque você não é melhor que Seu Pai do Céu, o SENHOR dos Exércitos! Vá até seu irmão para tratar a ofensa e restaurar a comunhão prejudica!
Agora, veja o modo como o SENHOR começa a tratar o problema e a censurar o Seu Povo: Com UMA DECLARAÇÃO DE AMOR! O SENHOR diz (v.2a): “Eu, vos tenho amado!
O Cabeçalho no v. 1 cria uma espectativa no povo: “Sentença ou Censura de Deus para Israel. Esta expressão deve deixar o povo arrepiado, mas logo vem a expressão: Eu vos tenho amado!
Que modo lindo e maravilhoso de iniciar o tratamento de ofensas! Este modo confunde a cabeça de homens pecadores, porque quando somos ofendidos a primeira coisa que pensamos é em descontar a ofensa com outra ofensa. É assim em nossas casas; é assim na igreja; é assim nas nossas relações no mundo!
Mas, o nosso Pai do Céu, que está irado com o Seu povo, começa a tratar da ofensa declarando o Seu Amor! O SENHOR declara: EU, o SENHOR, vos amo, apesar de você ter pecado e entristecido A MIM: Eu, o SENHOR, te amo!
É bom para Israel ouvir a declaração de amor no início da CENSURA, porque a Igreja de Deus, no tempo de Malaquias e hoje, precisa saber que Seu amor é o mesmo, mesmo quando ela é repreendida e punida por Deus. Isso dá segurança e consolo de Salvação. É bom para você ouvir e se lembrar disto quando for censurado e repreendido pelo SENHOR.
E o SENHOR aqui nos ensina mais: Quem ama censura e repreende! O fato de Deus ter um amor declarado pela Igreja não significa que ele fica calado diante dos pecados da Igreja.
Fique certo que Ele vai continuar a censurar e repreender os teus pecados, porque Ele ama você. Ele diz em Pv 3.11,12: “Filho meu, não rejeites a disciplina do SENHOR, nem te enfades da Sua repreensão. Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem”.
Deus vai te censurar e repreender por meio das pregações, por meio dos oficiais, por meio dos seus irmãos que te amam e por meio da sua consciência. O SENHOR vai fazer isto até você se arrepender dos seus pecados. Ele vai fazer isto porque quer o teu bem e salvação.
Meus irmãos, quando esta igreja parar de censurar e repreender os pecados dos seus membros e congregados podem ficar certo: QUE O SENHOR DEIXOU DE NOS AMAR E SAIU DO NOSSO MEIO!
Eu, o SENHOR, amo você! Deus tem um Declarado amor por você, para te mostrar que Seu amor não muda mesmo quando seu juízo está sobre você. O SENHOR tem um Declarado amor que chama você a buscar os teus ofensores em amor. O SENHOR tem um Declarado amor que O levará a declara sua censura e repreensões sempre que você merecer.

2. Eu, O SENHOR, Amo Você: Com Verdadeiro Amor (vs. 2-5)

O SENHOR não somente DECLARA, mas Ele MOSTRA que ama Seu povo. ISTO SE VÊ LOGO NO PALAVRA USADA NO TEXTO.
O Espírito Santo descreve com a palavra “amo” um amor REAL: Não uma simples “afeição”, “desejo”, “cobiça”, “paixão”, mas um AMOR PRÁTICO, VERDADEIRO AMOR.
É a mesma palavra “amar”, que descreve a relação de amor entre marido e esposa. É o mesmo verbo usado para descrever o amor que devemos ter por Deus e pelo nosso próximo.
Um amor não LIMITADO as palavras, mas CONCRETO, VISÍVEL E PRÁTICO NA VIDA. Amor REAL como os tijolos deste prédio onde cultuamos, as cadeiras onde vocês estão sentados, a Bíblia que vocês têm em suas mãos: Amor que tem peso, tem cheiro e tem forma.
Quem ama de VERDADE dá prova do SEU AMOR. Por exemplo: Um marido que ama sua esposa cuida, respeita, protege, perdoa, consola, dá a vida por ela. A esposa que ama a seu esposo se sujeita a ele no SENHOR. O filho que ama seus pais é obediente e respeitador. Estas são provas de VERDADEIRO AMOR.
Um amor profundo, compromissado, VIVO! Tão vivo que nem a morte pode MATAR, tão QUENTE que nem todas as águas podem esfriar. Este é o tipo de amor que Deus TEM por você!
Mas, O PECADO É TERRÍVEL. Ele FECHA OS NOSSOS OLHOS para AS VÁRIAS PROVAS DO AMOR DE DEUS! Ele nos leva até a acusar o SENHOR de falta de amor por nós. Veja a pergunta rebelde de Israel: “Em que nos tens amado? (v.2)
E aí o SENHOR não fica calado. O SENHOR para mostrar o seu amor vai para a história do Seu povo. Vejam Esaú e Jacó. Eles eram gêmeos. Filhos de Isaque. Netos de Abraão. Herdeiros da Promessa. Vejam o que fiz: AMEI a JACÓ, todavia ODIEI a ESAÚ!
Jacó e Esaú são os cabeças de dois povos. Jacó representa a Igreja e Esaú representa Edom, um povo que por sua rebeldia foi cortado da Aliança. O SENHOR de forma concreta e terrível mostra o Seu Amor a Jacó e pela Igreja, por meio do SEU ÓDIO por Esaú e sua descendencia.
O SENHOR odiou Esaú e a descendência dele (vv 3,4). Não uma raivinha, mas um ódio profundo e prático mostrado na devastação da terra de Edom, na frustação dos planos de Edom e na maldição que Deus lança sobre Edom!
Edom é feito como um monumento da maldição de Deus. Edom é O EXEMPLO DE UM POVO QUE PROVA O ÓDIO E MALDIÇÃO ETERNA DO SENHOR (V.4)!
O fim de Edom serve como EXEMPLO DO VERDADEIRO AMOR DO SENHOR POR SEU POVO (v.4)! Que modo ASSUSTADOR do SENHOR mostrar que ama Seu povo! O ódio e a MALDIÇÃO SOBRE EDOM para APONTAR o verdadeiro amor pela Igreja!
Devido os nossos pecados e rebeldia podemos CHEGAR a QUESTIONAR o amor de Deus: Em que Deus me ama? Sou crente, mas tudo em minha vida parece dar errado! Estou desempregado, doente, não encontro um pessoa crente que me AME, ou, estou sofrendo com isto ou aquilo. Em que o SENHOR me ama?
Pare de questionar o amor de Deus por você! Não seja como os crentes dos dias de Malaquias: Olhe para o amor do SENHOR em AMALDIÇOAR SEU ÚNICO FILHO PARA SALVAR VOCÊ!
EU, PROVO MEU VERDADEIRO AMOR POR VOCÊ nisto: Eu AMALDIÇOEI MEU FILHO NA CRUZ. Amaldiçoei Meu Filho na Cruz para abençoar você com meu AMOR e SALVAÇÃO!
Abra a Escritura em Gl 3.13,14: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro; para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido”. Cristo Jesus foi amaldiçoado na Cruz para que você fosse abençoado com a Salvação! ISSO É verdadeiro amor!
Irmãos, a maldição lançada sobre Cristo é a maior prova do verdadeiro amor de Deus por Sua Igreja. O Espírito Santo fala por Paulo (Rm 5.8): “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores”.
Agora, preste atenção: Deus com verdadeiro amor te ama. Ele provou isto na Cruz. E você, que prova de verdadeiro amor você pode dar a Deus? Verdadeiro amor que não se resume nos cânticos que você cantou neste culto, mas nas tuas atitudes!
Você está disposto a mostrar verdadeiro amor abandonando os pecados que prejudicam tua comunhão com Deus? Você está pronto a abandonar seus amigos descrentes ou namorado descrente por amar verdadeiramente a Deus? Deus chama você a praticar o verdadeiro amor!

3. Eu, O SENHOR, amo você: Com Gracioso Amor

O amor do SENHOR pelo seu povo não é apenas DECLARADO e VERDADEIRO. Ele também é GRACIOSO.
Por que? Porque não há no Seu povo nada que faça o SENHOR amá-lo! Israel desde de Sua saída do Egito só provoca a Ira Santa do SENHOR! Israel no antes do profeta Malaquias tinha sido levado para a Babilônia.
E o próprio Livro de Malaquias mostra a infidelidade da Igreja: o culto não é conforme a vontade de Deus, muitos sacerdotes infíeis, um povo cheio de adultérios e misturado com o mundo, um povo que não vê “vantagem” de pertencer ao SENHOR. Em nada o povo de Deus é melhor que Edom! É o mesmo que trocar 6 por meia-dúzia!
Mas, o SENHOR ama a Israel e odeia Edom. O SENHOR poderia EXTERMINAR ISRAEL como fez a Edon. Porém, o SENHOR faz o contrário: Israel é trazido da Babilônia e o restabelecido em sua terra. O SENHOR recria Israel e torna a ISRAEL um MONUMENTO DA SUA GRAÇA! Ele ama Israel sem ter motivo para amar!
Isto faz a Igreja ver que o SENHOR dos Exércitos é Grande sobre Israel (v. 5). Um Deus que tinha tudo para exterminar Seu povo como fez com Edom, mas um Deus que é grande em amor!
Por isso, o amor de Deus é um GRACIOSO AMOR: Um amor que você não merece, um amor que é um presente de Deus para você. Um amor NÃO conquistado por você através das suas obras. Um amor que é fruto da sua graça. Isto é Graça, Graça e Graça!
Somente o Deus rico em Misericórdia e Amor pode olhar para um povo que merece Seu ódio e dizer: EU AMO VOCÊ COM GRACIOSO AMOR! Veja esse amor gracioso em sua vida: O que você fez para merecer fazer parte do povo de Deus. Diante de Deus: Em que você é melhor que seus parentes e qualquer descrentes dessa cidade? Diante de Deus todos homenes merecem o INFERNO!
Mas veja o amor de Deus: Ele escolheu você do meio da multidão de pecadores que provam Sua Ira e que vão receber a Maldição Eterna! Ele escolheu você para pertencer a Ele, a Sua Igreja!
O Apóstolo Paulo usa a passagem de Ml 1.2,3 para mostrar que Seu amor pela Igreja é fruto da Eleição Soberana e Graciosa feita pelo SENHOR (Rm 9.11-13). O SENHOR escolhe pecadores não por suas obras, não por algo que o homem tenha em SI ou faça por SI, mas pela misericórdia graciosa do SENHOR (Rm 9.14-18)!
Por isso, o GRACIOSO AMOR do SENHOR é um chamado a humildade: Você não olhe com desprezo os que são deixados na perdição. Louve ao SENHOR por tão gracioso amor que faz você fazer parte do Seu amado povo.
O GRACIOSO AMOR também é um chamado para amar os nossos irmãos: O conceito de amor que o mundo prega é: Ame aquele que tem algo para dar a você! Ame aquele que ama você! É aquele amor interesseiro, amor do dar e receber! O Mundo QUER AMOR e NÃO QUER DAR AMOR.
E este conceito MUNDANO DE AMOR penetra no coração dos crentes. Alguns crentes um amor mundano no coração: Ah, a Igreja não me ama, por isso NÃO VOU PARA O CULTO! Ah, não me sinto amado pelos irmãos, por isso não NÃO COOPERO nos eventos da igreja! Ah, ninguém me visita, POR ISSO NÃO VOU VISITAR NINGUÉM! Este não é o amor de Deus e o INFERNO está cheio de pecadores que amam desse mesmo jeito!
E Se você tem este tipo de amor por seus irmãos, então, comece a DUVIDAR do tipo de amor que você tem a DEUS, POIS QUEM AMA A DEUS TEM AMOR PARA DAR! Tem um gracioso amor para com seus irmãos! O amor de Deus É o amor do DAR MESMO SEM RECEBER!

CONCLUSÃO:

Irmãos, o SENHOR ama a Sua Igreja! Ele ama declarada, verdadeira e graciosamente a Sua Igreja! Ele falou isto a Igreja do tempo de Malaquias e fala para nós neste culto.
Ele nos dá provas claras que nos ama. Veja o que Deus, o SENHOR dos Exércitos, fez com Seu filho por você!
Na Cruz Deus pendurou seu filho e o fez sangrar GOTA APÓS GOTA até MORRER POR VOCÊ! CADA GOTA que caiu da cruz é uma DECLARADA, VERDADEIRA E GRACIOSA manifestação de AMOR!
EM CADA GOTA QUE CAIU DEUS ESTÁ DIZENDO: Eu Amo Você, Eu Amo Você, Eu Amo Você ... ! Que amor! Que declarado Amor! Que Verdadeiro Amor! Que Gracioso Amor!
O AMOR DE DEUS NÃO SE LIMITA EM PALAVRAS. O teu amor TAMBÉM não pode se limitar a palavra e a uma prática religiosa. Lembre-se amar a Deus é OBEDECER SEUS MANDAMENTOS. Que O SENHOR aplique esta palavra em nossos corações. Somente a Ele toda a glória. Amém!

Nenhum comentário: